Fusão de Fibria e Suzano pode acelerar com a venda da Eldorado para estrangeiro

LinkedIn

O plano de uma fusão entre a Fibria (BOV:FIBR3) e a Suzano (BOV:SUZB5) poderá ser acelerado caso a Eldorado Celulose, do grupo J&F, seja vendida para uma empresa estrangeria, avalia o Credit Suisse em um relatório enviado a clientes nesta terça-feira (29) e produzido após um encontro com o diretor financeiro da Suzano, Marcelo Bacci.

A empresa indonésia Asia Pulp & Paper (APP) está em negociações avançadas para fechar a compra da Eldorado Celulose, segundo relataram fontes próximas à transação para a Agência Estado. A aquisição do controle da companhia deve ser anunciada nos próximos dias, por cerca de R$ 15 bilhões.

“Se um estrangeiro adquire a Eldorado, as chances de consolidação do setor brasileiro (Fibria e Suzano) aumentam, em nossa opinião”, explicam os analistas Ivano Westin, Renan Criscio e Rafael Cunha.

Para eles, a compra pode desencadear a expansão da fase 2 da Eldorado, que pode representar a adição de 1,7 milhão de tonelada de celulose no mercado, “deixando menos espaço para a expansão de outros concorrentes locais. Como tal, as sinergias de fusão seriam uma oportunidade natural para a Fibria e a Suzano perseguirem”, destacam Westin, Criscio e Cunha.

A recomendação do Credit Suisse para as ações da Suzano é outperform, o equivalente à compra, e o preço-alvo é de R$ 18.

Fonte: Money Times.

Deixe um comentário