Ibovespa sobe 4% após anúncio da Meta Fiscal

LinkedIn

Ibovespa, principal indicador da B3 (antiga BM&FBovespa, a bolsa de valores brasileira), fechou com 68.594,3 pontos, com uma alta de 0,35%. Essa é a quarta alta consecutiva e novamente o maior patamar de fechamento desde 16 de maio (68.6847,5 pontos).

Ibovespa Hoje

O índice subiu 0,35% e teve como maior influenciadora desse resultado, as ações da Vale (BOV:VALE5), que valorizaram 1,96%, passando para R$31,73. O Itaú Unibanco (BOV:ITUB4) e a Ambev (BOV:ABEV3) também tiveram altas nos seus papéis. Já a Petrobras (BOV:PETR4 e o Banco do Brasil (BOV:BBAS3caíram enquanto o Bradesco (BOV:BBDC4) se mante estável.

Ibovespa em Agosto

Em agosto, após doze pregões, o principal índice de ações brasileiro acumula uma valorização de 4%. Ao longo do mês, foi realizado oito pregões de alta contra quatro de baixa. No pregão do dia 31 de julho, o indicador encerrou cotado em 65.920,36 pontos.

Ibovespa em 2017

Em 2017, após cento e cinquenta e seis pregões, o Ibovespa acumula uma valorização de 13,89%. No último pregão de 2016, o principal índice acionário do país fechou cotado em 60.227,29 pontos. Ao longo do ano, foram registrados sessenta e nove pregões de baixa contra oitenta e sete de alta.

Cenário Interno

O mercado reagiu com cautela ao aumento das metas fiscais de 2017 e 2018 para R$159 bilhões, em cada ano. O presidente Michel Temer decidiu divulgar os números ontem, para evitar especulações e enviar um sinal positivo para o mercado.

Cenário Externo

O mundo ainda absorve o alívio de tensão entre Estados Unidos e Coréia do Norte. Além disso, a notícia do banco central americano de que a inflação está fraca e que não há muitas chances de subir o juros nos Estados Unidos também ajudou a fortalecer o índice.

Deixe um comentário