Rendimento CDB: como funciona?

LinkedIn

Muitos brasileiros estão desviando a atenção da poupança e buscando investimentos com melhores rentabilidades. Os Certificados de Depósito Bancário, popularmente conhecidos pela sigla CDB, são uma das modalidades que vêm se beneficiando dessa mudança de comportamento no país.

O investimento, emitido por bancos, funciona de maneira bem simples: um investidor que aplica em CDB está, de certa forma, emprestando dinheiro ao banco. A instituição, por sua vez, recebe esse dinheiro e se compromete a devolvê-lo na data definida acrescido de juros.

Por sua facilidade e segurança, muitos investidores acabam se interessando em fazer uma aplicação. Contudo, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre o rendimento CDB. Será que ele pode render tão bem quanto dizem?

Essa é uma questão muito importante. Mas, antes de entrarmos neste contexto, é importante compreender algumas características do CDB.

Prazo de resgate

Esse é um aspecto que pode variar bastante. Os bancos emitem títulos com diferentes vencimentos e cabe ao investidor escolher aquele que se encaixe em suas expectativas. Por exemplo, é possível encontrar títulos que permitem ao investidor acessar o dinheiro sempre que precisar e também opções que demandam um prazo maior para que o dinheiro fique sob custódia do banco.

Valor mínimo

É uma dúvida bastante frequente entre os investidores iniciantes. Afinal, qual é o valor mínimo para investir em CDB? A boa notícia é que existem papéis que exigem diferentes aportes. É possível encontrar títulos com aporte inicial de menos de R$1 mil até aqueles com exigência de R$50 mil.

Liquidez

Este tópico tem relação com o número de dias que o capital deve ficar investido até recuperar sua liquidez, isto é, estar disponível para resgate. Os investidores que buscam construir uma reserva de emergência devem ficar atentos. É importante contratar um CDB com liquidez diária nesses casos.

Rendimento CDB

Um detalhe que os investidores ainda costumam confundir é em relação aos juros pagos pelos bancos. Antes de fechar um contrato, é preciso analisar os tipos que são oferecidos pelo banco e que influenciam diretamente a rentabilidade da aplicação.

Veja as principais alternativas para o rendimento CDB:

  • Prefixado: é um título em que é possível saber exatamente o valor a ser recebido após o vencimento.
  • Pós-Fixado: este título oferece apenas uma estimativa da quantia a ser resgatada, uma vez que acompanha algum indicador da economia. Em muitos casos, o indicador é a taxa do CDI (Certificado de Depósito Interbancário).
  • Híbrido: este tipo combina uma taxa prefixada e uma taxa vinculada a um indicador econômico. Na maioria das vezes, o rendimento CDB acompanha o IPCA, ou seja, a inflação.

CDB e Poupança

Outro ponto que muitos investidores pensam na hora de tomar uma decisão de investimento, é a rentabilidade de uma aplicação em relação à poupança. A caderneta ainda é uma opção de investimento para muitas pessoas por ser segura e isenta de Imposto de Renda.

No entanto, mesmo com a isenção, muitas vezes o rendimento poupança não é superior ao retorno do CDB. Veja um exemplo: se no dia 1º de janeiro de 2016 alguém tivesse aplicado R$ 5.000 na poupança, ao final de um ano teria um total de aproximadamente R$ 5.415.

Por outro lado, se tivesse investido os mesmos R$ 5.000 em um CDB pagando 99% da taxa DI durante o mesmo período, o valor final seria cerca de R$ 5.553,  já com o desconto do IR.

Ficou claro? Mesmo um CDB que não oferece o melhor retorno como esse do exemplo, conseguiu bater a poupança no quesito rentabilidade.

CDB e LCI

A Letra de Crédito Imobiliário também é um investimento que está ganhando popularidade entre os brasileiros. E um dos motivos é justamente a isenção do Imposto de Renda. Agora, além de saberem o que é LCI, muitas pessoas já estão investindo nessa modalidade.

Todavia, se um investidor estiver em dúvida entre investir em CDB ou em LCI, é preciso fazer uma comparação antes de tomar a decisão. Isso porque a não incidência do IR na LCI pode causar certa confusão.

Nesses casos, para saber qual é o rendimento de uma LCI em relação a um CDB basta descontar a alíquota do Imposto de Renda. O percentual do imposto vai depender do prazo do investimento. Veja só:

Prazo de Investimento Alíquota de IR
Até 180 dias 22,5%
De 181 a 360 dias 20%
De 361 a 720 dias 17,5%
Acima de 721 dias 15%

 

Se, por exemplo, a dúvida é entre uma LCI 90% DI e um CDB 112% DI, o cálculo será o rendimento CDB vezes 1 menos a alíquota do IR (que neste caso é de 17,5%). O valor final é 92,4%, que é a taxa de LCI equivalente. Isto é, quanto a LCI precisa render para se equiparar a um CDB 112% DI.

Em números, a conta ficará assim:

112 x (1 – 0,175) = 92,4% DI

No exemplo acima, a dúvida está entre uma LCI 90% DI e um CDB 112%. Após fazer as contas, fica claro que a LCI trará um retorno abaixo do rendimento CDB, já que ela rende apenas 90% DI.

Agora ficou mais fácil comparar investimentos e saber aquele que poderá trazer resultados mais interessantes para o seu bolso. Por isso é tão importante analisar as possibilidades que o mercado oferece. O Mercado Financeiro tem opções para todos os bolsos, cabe a cada um dos investidores encontrar as melhores oportunidades para valorizar seu capital.

Deixe um comentário