Resumo do dia: confira a movimentação política de hoje

Share On Facebook

Saiba o que movimentou o governo federal nesta sexta-feira.

Nova procuradora-geral da República

Após ser eleita pela Associação Nacional dos Procuradores da República para a lista tríplice, indicada pelo Presidente Michel Temer e aprovada pelo Senado, Raquel Dodge assumirá a chefia do Ministério Público Federal (MPF), substituindo Rodrigo Janot no cargo. O dia da posse foi marcado para 18 de setembro, às 10h30, na sede da PGR em Brasília.

Rodrigo Maia e as reformas

Em um evento, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, defendeu uma reforma ampla no Estado para a promover condições iguais a todos os brasileiros. Para ele, o Estado é muito maior do que a capacidade que a sociedade tem de financiá-lo. Ele também defendeu a Reforma da Previdência e a reorganização da base de apoio ao Governo.

Maia apoiou a aprovação do Distritão e disse que isso significava um avanço para o sistema, que caminha para um modelo que já deu certo em países como a Alemanha. Ao mesmo tempo, o presidente da Câmara criticou a aprovação do Fundo Público de Financiamento de Campanha. Ele apontou que o sistema eleitoral atual está falido e um fundo deveria ter um caráter transitório, e não permanente.

Alexandre de Moraes pede por mais debates

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes argumentou que é preciso discutir o sistema antes de delimitar o tempo de mandato dos ministros da Suprema Corte. Ele apontou que o STF é além de um tribunal constitucional que analisa as leis e que o sistema de mandato só existe nos regimes parlamentaristas para que o sistema vitalício não engesse as decisões e permita a reanálise de leis. “A regra da vitaliciedade dá a necessária independência e autonomia para o magistrado julgar os casos concretos”, afirmou.

Relator de denúncia contra Temer se desfilia do PMDB

O deputado Sérgio Zveiter, relator da denúncia apresentada a Rodrigo Janot contra Temer, pediu a sua desfiliação do PMDB. Em carta, ele disse ter sofrido represália do partido após se mostrar favorável ao prosseguimento da acusação contra o presidente. Para Zveiter, as denúncias contra Temer eram sérias e deveriam ser investigadas pelo STF.

Dória para presidência em 2018

Tanto o PMDB quanto DEM já demonstraram interrsses em lançar João Dória, prefeito de São Paulo pelo PSDB, como candidato à presidência em 2018. Temer declarou publicamente na segunda (07/08) que as “portas do PMDB estão abertas” para o tucano, mas sua assessoria negou que isso seria um convite. O DEM também já sondou o prefeito e se dispôs a ajudar Dória, caso ele não ganhe apoio dentro do próprio partido. O prefeito afirmou que não irá concorrer à presidência e que está apoiando Geraldo Alckmin.

Lula e Dilma

O procurador da República no Distrito Federal Ivan Cláudio Marx afirmou que o empresário Joesley Batista, dono da JBS, não apresentou provas de que os ex-presidentes Lula e Dilma eram beneficiários ou sabiam de contas no exterior, nas quais a empresa depositava propina. Para ele, não há provas que sustentem o depoimento do delator e provem o envolvimento dos petistas.

FHC questiona operação abafa contra Lava Jato

Ex-presidente Fernando Henrique Cardoso sugeriu que há uma “operação abafa” para atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato. Em debate, quando questionado pelo jornalista Carlos Sardenberg sobre a possível existência da operação, FHC respondeu: “Você tem dúvida?” e não se alongou no assunto. No evento ele ainda comentou que era a favor da antecipação da eleições  que o próximo presidente do Brasil será “aquele que trouxer um discurso que dê coesão a uma sociedade fragmentada”.

Reajuste dos servidores

O Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil afirmou que recorrerá na Justiça contra o adiamento para 2019 do reajuste dos funcionários públicos federais de janeiro. O sindicato acusa a administração federal de preferir penalizar os funcionários ao invés de enfrentar deputados e senadores. Eles também criticaram a proposta da equipe econômica de congelar os salários dos concursados por uma ano e não apresentarem propostas que reduzam a quantidade de cargos comissionados.

Para ver mais sobre o que os investidores estão falando sobre esse ou outros assuntos, clique aqui

Ana Beatriz Bartolo

Repórter da ADVFN, Ana Beatriz Bartolo é estudante de jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie. Interessado em política e economia, trabalha por um jornalismo ético que cumpra seu papel social.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.
 
Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

P:41 V: D:20170824 10:42:12