Resumo do dia: confira as novidades da política brasileira

LinkedIn

Veja o que aconteceu hoje no cenário político nacional.

Impeachment do Temer

Hoje o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou que julgar os processos de impeachment contra o presidente Michel Temer apenas pioraria a crise política. “Acho que a Câmara já julgou os fatos que estão no pedido de impeachment na [votação da] denúncia. Se a gente ficar remoendo o mesmo assunto, a gente só vai gerar instabilidade no Brasil”, disse. Na semana passada, o presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que Maia analisasse os pedidos de impeachment protocolados.

Mercosul

Após uma reunião, o presidente Temer e o presidente do Paraguai, Horacio Cartes, divulgaram uma nota conjunta que reafirma a decisão do Mercosul de suspender a Venezuela do bloco. Cartes afirmou que é preciso encontrar soluções pacíficas para recuperar a democracia no país.

Além da questão da Venezuela, os presidentes aproveitaram o encontro para discutir a segurança nas fronteiras e ressaltar a importância da integração econômica, diante das tendências isolacionistas do mundo. A ideia é criar uma aliança entre o Mercosul e a Aliança do Pacífico e finalizar até o fim do ano o acordo entre o bloco latino com a União Europeia.

Semipresidencialismo

O presidente Temer, Rodrigo Maia, Eunício Oliveira e Gilmar Mendes vêm discutindo o semipresidencialismo como uma opção para o Brasil e Temer acredita que seria isso “extremamente útil”. Nesse sistema há um primeiro-ministro, mas quem mantém a força política é o presidente. “Vamos alongas esses estudos para verificar qual o melhor momento da sua aplicação e eficácia”, informou Temer.

CNPq

O ministro Gilberto Kassab, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, disse que está conversando com a equipe econômica do governo federal para manter os recursos do Conselho Nacional de Desenvolvimento Tecnológico (CNPq), responsável pelo financiamento de bolsistas em pesquisas. “O investimento é de vital importância, porque a crise jamais será superada nas proporções que queremos, se não investirmos muito nas ciências, na pesquisa, na inovação, na tecnologia. Foi assim que todos os países com a dimensão do Brasil superaram as suas crises”, afirmou Kassab.

Romero Jucá

Depois de ser denúnciado por corrupção e lavagem de dinheiro pelo procurador-geral da República Rodrigo Janot, o líder do governo no Senado, Romero Jucá, disse que isso é um “ato de despedida” de Janot, que ficará no cargo até dia 17 de setembro. Jucá também afirmou “estar muito tranquilo” e sem “nenhum temor”, pois não haveria motivo para a denúncia.

Eletrobras

O Ministério de Minas e energias (MME) informou hoje que irá propor ao Conselho do Programa de Paredias de Investimentos (PPI) “a redução da participação da União no capital” da Eletrobras. Na prática, isso significaria a venda de ações na bolsa e valores, passando o controle da companhia para os investidores. Os detalhes serão definidos pela PPI. Após essa notícia, as ações da Eletrobras em Nova York subiram 16%.

Deixe um comentário