Bradesco eleva preços-alvos para Fibria, Klabin e Suzano

LinkedIn

Bradesco revisou para cima nesta quinta-feira os preços-alvos para as ações da Fibria (FIBR3), Klabin (KLBN11e Suzano (SUZB5), mostra um relatório enviado a clientes. Os analistas Thiago Lofiego e Aloisio Lemos aumentaram a expectativa para os preços da celulose em cerca de 10% ao longo da curva esperada.

“O mercado mundial de celulose está ainda mais pressionado no curto prazo, devido a interrupções de fornecimento e à contínua demanda chinesa forte. A falta de novos projetos assegura um mercado saudável até o ano de 2020, pelo menos”, explicam Lofiego e Lemos.

A recomendação para a Fibria passou de neutra para compra e o preço-alvo foi reajustado de R$ 43 para R$ 53.

“A expansão da capacidade da Fibria através da planta Horizonte 2 se traduz em adição significativa de geração de caixa, acompanhada de desalavancagem financeira, contribuindo para a melhor visão sobre suas ações”, pontua os analistas.

O preço-alvo para a Suzano passou de R$ 21 para R$ 24 e a recomendação de compra foi reiterada. Para a Klabin, o valor subiu de R$ 18 para R$ 21. A indicação é neutra.

Fonte: Money Times

Deixe um comentário