Citi vê cenário favorável a varejistas e sugere compra de Via Varejo e Hering

LinkedIn

A equipe do Citi avalia que o resultado positivo do comércio varejista apurado no período de abril a junho prosseguiu ao longo do terceiro trimestre. Os analistas destacam ações de empresas do segmento de vestuário e eletrônicos em comparação com alimentos e drogarias.

Isso porque os saques de contas inativas do FGTS estimularam as vendas de eletrônicos e eletrodomésticos, permitindo um ajuste nos estoques. “O que pode significar um ambiente com menores descontos na Black Friday deste ano”, diz relatório publicado nesta sexta-feira (29) e assinado por Cauê Pinheiro, Larissa Nappo e Rafael Santos.

Os analistas recomendam compra para Via Varejo (VVAR11). “Mesmo a B2W, que está descontinuando algumas categorias de seu canal de vendas diretas, diz que as alterações para baixo nos preços praticamente foram feitas no segundo trimestre.”

O time do Citi também prevê melhores margens para as companhias focadas em calçados e vestuário, como Lojas Renner (LREN3), Arezzo (ARZZ3) e Hering (HGTX3) – esta última com recomendação de compra. Eles ressalvam que, embora gerem margens maiores, as coleções de inverno são mais arriscadas, pois dependem das condições do tempo.

Alimentos e drogarias

No caso de supermercados, os analistas do Citi veem as marcas do Grupo Pão de Açúcar (PCAR4) sendo afetadas pela deflação de alimentos. E, para drogarias, as receitas da Raia Drogasil (RADL3) devem continuar impactadas pelos menores reajustes de preços de remédios, “apesar de esperarmos uma recuperação moderada na categoria de higiene e cuidados pessoais após um segundo trimestre difícil”.

Fonte: Money Times. 

Deixe um comentário