Depois de atingir a maior alta desde 2008 durante o dia, Ibovespa fecha estável

LinkedIn

Depois de ultrapassar os 73.000 pontos no começo do dia, chegando a 73.969,18 pontos às 10h26min, o maior nível desde 2008, com o anúncio da possibilidade de anulação do acordo da JBS  com a Procuradoria Geral da República, o Ibovespa fechou o dia de forma estável, perdendo o folego por causa do mercado externo.

Histórico

O índice fechou o dia estável com 72.150,88 pontos, um leve aumento de 0,03% com relação ao dia anterior. As ações da JBS ON (BOV:JBSS3despencaram 8,3%, após o anúncio de Janot ontem à noite. Por outro lado, os papéis da CSN (BOV:CSNA3subiram 2,1%, absorvendo as notícias do reajuste no preço do cobre a partir de outubro.

Após três pregões em setembro, o indicador subiu 1,86%, já que em agosto ele havia fechado em 70.835,05 pontos. Este mês já foram três fechamentos positivos contra nenhum negativo.

Em 2017, após 170 fechamentos, o Ibovespa acumulou 19,80%. Foram 85 pregões negativos contra 85 positivos. Em 2016, o índice fechou com 60.227,29 pontos.

Influências

Ontem à noite, o procurador geral da República Rodrigo Janot anunciou que abriria uma investigação interna para reavaliar a delação premiada de três dos sete executivos do Grupo J&F, o que poderia causar a anulação do acordo de delação premiada para os colaboradores citados.

Isso foi interpretado pelo mercado como um fortalecimento do governo Michel Temer, uma vez que as acusações contra o presidente se baseia nas denúncias trazidas pelas delações do Grupo J&F.

Por outro lado, o mercado desanimou ao longo do dia, reagindo ao contexto internacional. As bolsas nos Estados Unidos ampliaram suas perdas nos índices S&P 500 e Dow Jones.

Deixe um comentário