Em dia de recorde na Bovespa, dólar fecha em queda

LinkedIn

Após a divulgação da alta do PIB brasileiro no segundo trimestre, o dólar encerra o primeiro dia do mês com uma leve queda. Relatório sobre o mercado de trabalho norte-americano divulgado hoje também impactou a negociação da moeda durante esta sexta-feira (1).

Histórico

No primeiro pregão do mês, o dólar encerrou o dia cotado a R$3,1464 para compra e R$ 3,1471 para venda. A moeda caiu 0,01%.

Durante o mês de agosto, após 23 pregões, a moeda teve uma alta de 0,94%. Foram 14 pregões de alta contra 9 de baixa. No último pregão de agosto, o dólar fechou cotado a R$ 3,1417 para compra e R$ 3,1475 para venda.

No ano, após 168 pregões, o dólar apresenta uma desvalorização de 3,17%. São 81 pregões de alta contra 87 de baixa. Em 2016, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,2492 para compra e a R$ 3,2497 para venda.

Influências

Hoje, o IBGE divulgou que o Produto Interno Bruto (PIB), soma de todas as riquezas do país, fechou o segundo trimestre com alta de 0,2% na comparação com o primeiro trimestre. A notícia impactou diretamente as negociações e especulações do mercado financeiro durante o dia.

No cenário internacional, o mercado de trabalho norte-americano desacelerou mais do que esperado em agosto. Foram criadas 156 mil vagas fora no setor agrícola, contra 189 mil em julho. No contexto brasileiro, o Congresso Nacional permanece no radar dos investidores, que seguem à espera de novas votações na próxima semana, sobretudo sobre o projeto que eleva a meta de déficit primário.

Deixe um comentário