Feriado nos EUA e eventos políticos no Brasil

LinkedIn

Mercados Globais

Com o feriado do dia do trabalho nos EUA os mercados devem ficar à mercê do teste nuclear efetuado ontem pela Coreia do Norte. Segundo a imprensa internacional, os EUA descartam de imediato uma intervenção militar, mas vão exigir que seus parceiros cortem totalmente as relações comerciais com a Coreia do Norte. A reação inicial dos mercados acionários foi de queda, com o aumentos dos riscos geopolíticos, e os mercados de moedas voltaram a colocar o dólar em desvalorização. Do fechamento de US$ 1,188, na sexta feira, o dólar passou a ser negociado a US$ 1,192 hoje e também está se desvalorizando em relação ao yen e às moedas de países emergentes.

A semana tem uma agenda limitada pelo feriado, mas os indicadores de atividade como o PMI da China, da Europa e dos EUA prometem alguma agitação.  Essa semana será importante para avaliar qual será o comportamento dos principais bancos centrais do planeta, podendo confirmar o atual ciclo de alta dos mercados.

Brasil

Mercado local deve iniciar a semana com um volume de negócios limitado, e deve observar os eventos políticos nesta semana. Além da denúncia de Janot, há a aprovação da Taxa de Longo Prazo (TLP), marcada para terça-feira.  Sendo assim, o mercado deve olhar atentamente ao cenário político, que pode determinar o desempenho do mercado ao longo desta semana. O DI para 2021 registrou sua máxima em 9,240 (+0,33%).

Outro evento importante é a reunião do Copom, que terá início nesta terça-feira e terminará na quarta-feira. Apesar do peso deste evento, o mercado pode não reagir devidamente ao já precificado corte de 1 ponto porcentual da taxa básica de juros. Hoje houve a divulgação do relatório Focus, e este apresentou uma expectativa de mercado que suporta esta precificação. Já a expectativa para a taxa de câmbio continua baixista:

 

 

Deixe um comentário