"Individualmente, a Camil não deve influenciar o Mercado de IPO", afirma analista do Banrisul

LinkedIn

Após a companhia enfrentar resistência dos investidores, a oferta de inicial de ações da Camil (IPO, na sigla em inglês), movimentou cerca de R$ 1,300 bilhão nesta quarta-feira (27). De acordo com o analista do Banrisul, Guilherme Volcato, o otimismo do mercado deve ajudar a empresa neste processo.

O preço da ação foi fixado em R$ 9,00, abaixo da faixa indicativa da oferta inicial, que era entre R$ 10,50 e R$ 13,00.

Veja a opinião da Empiricus sobre o IPO da Camil. 

Para Guilherme, o momento é interessante. “O Ibovespa renovando máximas históricas e as taxas de juros ainda muito baixas no exterior mostram que ainda há muita liquidez no mundo, com uma abundância de recursos procurando bons ativos para aplicar.” pontua. “Além disso, a Taxa Selic deve terminar o ano em 7%, o que incentiva as pessoas a migrarem recursos da renda-fixa para a renda-variável”, finaliza o analista.

Com o IPO da Camil, já é a oitava abertura de capital na bolsa brasileira em 2017, um dos anos mais movimentado em quase uma década. “Individualmente, a Camil não deve influenciar o mercado de IPOs”, diz Guilherme. Porém, ele ressalta que a companhia está inserida neste contexto e passa a impressão de que as empresas brasileiras estão com um ótimo timing para lançar suas ofertas.

Para os consultores da Lopes Filho, a Camil possui um diferencial no mercado, por deter marcas fortes e reconhecidas, como União da Barra e Coqueiro. “Tanto em 2016 como no primeiro trimestre deste ano, a Camil reportou um bom desempenho, mesmo diante do cenário econômico adverso”, afirmam.

Veja a opinião da Suno Research sobre o IPO da Camil.

O Banrisul reforça que o momento financeiro pode trazer uma certa inconstância no mercado e provavelmente esta janela de oportunidades para captações esteja se encerrado.

“Uma redução nas condições financeiras externas favoráveis aos países emergentes pode acontecer a qualquer momento”, explica Guilherme. “Há ainda cada vez mais improvável aprovação de Reformas e as dificuldades crescentes do Governo Federal em manter o déficit fiscal estável. Tudo isso junto deve, no mínimo, trazer de volta uma certa volatilidade aos mercados”, finaliza.

Veja a opinião da Toro Radar sobre o IPO da Camil. 

As ações da Camil serão negociadas na B3 sob o código “CAML3” a partir de amanhã, quinta-feira, dia 28.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.