IPC-10 não registrou variação mensal em Setembro de 2017

LinkedIn

O Índice de Preços ao Consumidor – 10 (IPC-10), que afere a evolução do poder de compra do consumidor brasileiro, registrou uma variação mensal de 0,00% em setembro de 2017. A taxa de oscilação apurada no mês anterior tinha sido de 0,34%. Em setembro de 2016, a variação mensal foi de 0,27%.

No ano, após nove meses, o indicador acumula um crescimento de 2,42%. A taxa de variação acumulada pelo IPC-10 nos últimos doze meses foi de 2,96%.

Seis das oito classes de despesa componentes do índice registraram decréscimo em suas taxas de variação, com destaque para o grupo Habitação (0,78% para -0,06%). Nesta classe de despesa, vale destacar o comportamento do item tarifa de eletricidade residencial, cuja taxa passou de 4,45% para -0,28%.

Também apresentaram decréscimo em suas taxas de variação os grupos: Alimentação (-0,41% para -0,91%), Transportes (1,19% para 0,84%), Comunicação (0,51% para -0,06%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,36% para 0,28%) e Despesas Diversas (0,08% para 0,02%). Nestas classes de despesa, vale citar o comportamento dos itens: hortaliças e legumes (-0,06% para -10,52%), tarifa de ônibus urbano (0,42% para -0,72%), tarifa de telefone móvel (0,70% para -0,11%), artigos de higiene e cuidado pessoal (0,34% para -0,41%) e alimentos para animais domésticos (0,82% para -0,21%), respectivamente.

Em contrapartida, apresentaram acréscimo em suas taxas de variação os grupos: Educação, Leitura e Recreação (0,14% para 0,82%) e Vestuário (-0,47% para 0,12%). Nestas classes de despesa, vale citar o comportamento dos itens: passagem aérea (-1,73% para 25,10%) e roupas (-0,60% para -0,13%), respectivamente.

Clique aqui e confira todos os detalhes sobre o desempenho do IPC-10 de setembro de 2017.

Deixe um comentário