Vamos ultrapassar os 74.000 pontos?

LinkedIn

Os bons ventos continuam sobre o mercado de capitais, onde os investidores estrangeiros contribuíram com a entrada de R$ 3 bilhões no mês de agosto. Além disso, as aberturas de capitais como o Carrefour (BOV:CRFB3) e a IRB (BOV:IRBR) foram bem aceitas pelo mercado. No caso da IRB, os investidores estrangeiros entraram com grande participação. Também, a maioria dos acionistas da Vale (BOV:VALE3) aderiram a migração das ações PNA para ON, refletindo positivamente nas suas ações com alta de 12% no mês.

O ponto principal para a bolsa romper o patamar de 69 mil pontos, foi o anuncio da proposta da privatização da Eletrobras com intuito de arrecadar R$ 20 bilhões. Esses fatores colocaram a Bovespa encerrando agosto a 70.835 pontos com alta de 7,46%, cujo volume financeiro ficou 45,7% acima do mês anterior.

O dólar no mês encerrou a R$ 3,147 ante R$ 3,13 do mês anterior, alta de 0,52%. Essa pequena elevação ficou por conta da grande discussão da meta fiscal, que resultou em números muito acima do esperado, de R$ 159 bilhões, 14% acima da estimativa anterior.

A economia mostra pequenos sinais de recuperação, onde a indústria apresentou alta de 0,40% no mês de julho2017/junho2017 e de +1,50% julho2017/julho2016. Os dados inflacionários continuam baixos, dada ao baixo consumo da população, já que a taxa de desemprego continua em patamares elevados.

Agora no início de setembro, a política interna está causando uma grande reviravolta no caso da JBS (BOV:JBSS3), onde novas gravações foram reveladas. Já se fala que essas gravações podem anular a delação da JBS. As notícias fizeram as ações da JBS caírem 10% na abertura de 05/09/17. De uma certa forma, essas notícias podem fortalecer o atual presidente, Michel Temer, facilitando a aprovação de algumas medidas junto ao Congresso.

Outro ponto importante a ressaltar, 05/09/17, os bancos e os poupadores discutem o ressarcimento das perdas na poupança do período de 1980 a 1990 com os planos Bresser, Verão, Collor 1 e Collor2. Estima-se que os valores podem atingir entre R$ 8 bilhões a R$ 16 bilhões. Apesar destas notícias, as ações dos bancos subiram acima do Índice Bovespa em agosto.

Ainda, nos dias 5 e 6 de setembro, teremos mais uma reunião do Copom. Os indicadores econômicos permitem que o mercado trabalhe com mais uma queda da taxa Selic de 9,25% para 8,25%.

No âmbito externo, nos EUA os dados de Payroll divulgados abaixo do esperado indicam que os juros não subirão no curto prazo. Atualmente, a grande preocupação externa está por conta da Coreia do Norte, que já realizou o 6º teste nuclear, agora com hidrogênio, cujo impacto pode ser muito pior que o desejado. É muito difícil saber até onde vai a insanidade do governo da Coreia do Norte.

Assim, nada de trágico acontecendo no mercado externo e apesar dos problemas políticos internos, consideramos que as notícias internas podem melhorar aos poucos, através da queda da taxa de juros, que é fato. Continuamos otimista com a bolsa.

Deixe um comentário