7 assuntos que mexerão com o mercado esta semana

LinkedIn

Nesta semana haverá indicadores importantes para os investidores brasileiros, tanto no cenário interno quanto externo. Além da pauta política, os dados de atividade e arrecadação serão destaque no Brasil. Já internacionalmente, é esperado a fala da chairwoman do Fed, Janet Yellen, tanto quanto o 19º Congresso do Partido Comunista e o resultado do PIB na China.

Federal Reserve (Fed)

A líder do do Federal Reserve, Janet Yellen, deverá falar tanto hoje (às 11h, horário de Brasília) quanto na sexta-feira (20, às 21h15min), o que provavelmente indicará os rumos do ciclo de alta de juros nos Estados Unidos, após a inflação crescer abaixo do esperado em setembro.

O Fed também deve divulgar na quarta-feira (18, às 16h) o Livro Bege, um relatório sobre as condições econômicas atuais dos 12 distritos do Federal Reserve divulgado duas semanas antes da reunião do Federal Open Market Committee (Fomc).

China

A China deve divulgar na quinta-feira (19) à noite os resultados do Produto Interno Bruto (PIB) do terceiro trimestre e dados sobre a produção industrial, varejo e inflação. A previsão é que os resultados sejam estáveis, de acordo com os analistas da Rosenberg Associados.

Antes, na terça-feira (17), está marcado o 19º Congresso do Partido Comunista. O evento será importante para selecionar os novos integrantes do da cúpula de líderes da legenda e será o primeiro passo para que o presidente chinês, Xi Jinping, inicie o seu segundo mandato de cinco anos como líder do partido.

IPCA-15

Já no Brasil, na sexta-feira (20, às 9h), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) deverá divulgar os dados do IPCA-15. Os analistas da Rosenberg esperam por um crescimento de 0,33% no indicador inflacionário, puxado pelo grupo de alimentos e bebidas. Já no acumulado em 12 meses, a expectativa é que o índice passe de 2,6% para 2,7%.

IBC-Br

Banco Central brasileiro deve divulgar na quarta-feira (18, às 8h30min) o Índice de Atividade Econômica (IBC-Br), trazendo sinais sobre a recuperação da economia. Apesar da melhora no acumulado do ano ser esperada, os analistas da Rosenberg acreditam em um leve recuo na margem após dois meses consecutivos de crescimento.

Aécio Neves

Uma vez que o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir que medidas cautelares contra parlamentares que afetam o exercício de suas funções legislativas devem ser avaliadas pelo Congresso, o Senado articula a votação sobre a questão do afastamento do senador Aécio Neves. Até então, a discussão disso no plenário está marcada para terça-feira (17).

Leniência dos bancos

Também para terça-feria (17), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, pretende votar um projeto alternativo à MP do Banco Central sobre a questão da leniência dos bancos. A questão já gerou atritos entre Maia e o presidente Michel Temer e a proposta negociada preserva o conteúdo original.

Denúncia contra Temer

É provável que nesta semana, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados vote o parecer do deputado Bonifácio de Andrada sobre a denúncia contra o presidente Temer e os ministros Moreira Franco e Eliseu Padilha. Como relator do caso na CCJ, Andrada recomendou pelo arquivamento do caso. A expectativa é que isso não atrapalhe ainda mais o andamento das reformas, em especial a da Previdência, propostas pela equipe econômica.

Deixe um comentário