Brasil exportou US$ 18,666 bilhões para o exterior em Setembro de 2017

LinkedIn

No mês de setembro, a exportação brasileira alcançou cifra de US$ 18,666 bilhões. Sobre setembro de 2016, as exportações registraram crescimento de 24,0%, e de 10,2% em relação a agosto de 2017, pela média diária.

No mês, as exportações por fator agregado alcançaram os seguintes valores: básicos (US$ 8,539 bilhões), manufaturados (US$ 6,893 bilhões) e semimanufaturados (US$ 2,887 bilhões). Sobre o ano anterior, cresceram as exportações de básicos (+36,7%), manufaturados (+18,0%) e semimanufaturados (+11,1%).

Clique aqui para saber mais sobre as exportações brasileiras em Setembro de 2017.

No grupo dos básicos, quando comparado com setembro de 2016, cresceram as vendas principalmente de soja em grão (+178,8%, para US$ 1,6 bilhão), milho em grão (+95,7%, para US$ 916 milhões), algodão em bruto (+39,4%, para US$ 213 milhões), minério de cobre (+38,8%, para US$ 271 milhões), carne bovina (+27,3%, para US$ 471 milhões), fumo em folhas (+23,6%, para US$ 187 milhões), minério de ferro (+18,9%, para US$ 1,6 bilhão), petróleo em bruto (+16,7%, para US$ 1,2 bilhão), farelo de soja (+11,4%, para US$ 389 milhões) e carne de frango (+5,1%, para US$ 569 milhões).

No grupo dos manufaturados, quando comparado com setembro de 2016, cresceram as vendas principalmente de torneiras/válvulas (+437,1%, para US$ 102 milhões), máquinas p/terraplanagem (+86,1%, para US$ 195 milhões), tratores (+72,2%, para US$ 151 milhões), óxidos/hidróxidos de alumínio (+54,6%, para US$ 228 milhões), automóveis de passageiros (+40,8%, para US$ 452 milhões), motores e geradores elétricos (+23,9%, para US$ 123 milhões), autopeças (+22,8%, para US$ 191 milhões), motores p/veículos e partes (+22,4%, para US$ 151 milhões), suco de laranja não congelado (+21,8%, para US$ 122 milhões), calçados (+20,4%, para US$ 97 milhões), açúcar refinado (+7,9%, para US$ 226 milhões), veículos de carga (+4,1%, para US$ 227 milhões) e polímeros plásticos (+0,9%, para US$ 132 milhões).

No grupo dos semimanufaturados, quando comparado com setembro de 2016, aumentaram as vendas principalmente de catodos de cobre (+779,3%, para US$ 61 milhões), madeira em estilhas (+230,5%, para US$ 29 milhões), ferro ligas (+83,4%, para US$ 253 milhões), ferro fundido (+59,8%, para US$ 80 milhões), madeira serrada (+30,6%, para US$ 61 milhões), celulose (+25,3%, para US$ 560 milhões), açúcar em bruto (+7,7%, para US$ 1,1 bilhão) e couros e peles (+0,7%, para US$ 144 milhões).

Deixe um comentário