Bússola de Investimentos: Confira as notícias do mercado financeiro nesta segunda-feira, 23 de outubro

LinkedIn

A Bússola de Investimentos desta segunda-feira traz: Petrobras assina acordo que transforma multas ambientais em prestação de serviços ao meio ambiente, BRF anuncia renuncia de Carlos da Costa ao cargo, Oi contabiliza 25 mil acordos fechados em programa de acordo com credores. Confira: 

PETROBRAS (PETR4)

A Petrobras assinou neste sábado, 21, um protocolo de intenções com o Ibama para aderir às regras do decreto assinado pelo presidente Michel Temer, que permite converter multas ambientais não quitadas em prestação de serviços de melhoria do meio ambiente, como o reflorestamento de áreas degradadas. A medida autoriza que mais de R$ 4 bilhões em multas aplicadas por órgãos federais como o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) sejam convertidas em investimentos ambientais. Leia

PETROBRAS (PETR4) (PETR3)

A Petrobras divulgou em comunicado ao mercado na noite de sexta, 20, que foi editado o Decreto nº 9.173, de 18/10/2017, que dispõe sobre a exclusão das participações acionárias minoritárias detidas pela Petrobras no capital social da Deten Química e da Braskem (BRKM5) do Programa Nacional de Desestatização. Leia

BRF (BRFS3)

A produtora de alimentos BRF anunciou ao mercado nesta sexta-feira, 20, a saída de Carlos da Costa Parcias Jr. do conselho independente da companhia. A renúncia ao cargo foi por motivos pessoais. Há algum tempo a companhia vem passando por mudanças no comando, com Pedro Faria deixando a presidência-executiva no final do ano, a eleição de Lorival Nogueira Luz para diretor financeiro e a escolha de Elcio Mitushiro Ito para diretoria de planejamento integrado e supply a partir do ano que vem. Leia

JBS (JBSS3)

A JBS informou neste sábado, 21, que vai retomar as atividades em sete frigoríficos de bovinos em Mato Grosso do Sul. A empresa havia suspendido a operação nas unidades na última quarta-feira (18), alegando insegurança jurídica, após a ter mais de R$ 730 milhões bloqueados na Justiça a pedido da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa do estado que investiga irregularidades na área tributária. As unidades retomam suas operações a partir da próxima terça-feira (24). Leia

OI (OIBR4)

A Oi encerrou na quinta-feira, 19, o programa para acordo com credores da recuperação judicial e contabilizou 25 mil acordos fechados, o que corresponde a um volume de créditos de mais de R$ 410 milhões, segundo nota divulgada nesta sexta-feira, 20, pela operadora. Ao todo, 33 mil credores se cadastraram na plataforma eletrônica para receber valores de até R$ 50 mil. Leia

ELETROBRAS  (ELET6)

O ministro de Minas e Energia em exercício, Paulo Pedrosa, defendeu que a privatização da Eletrobrás vai elevar o nível de eficiência e trazer dinamismo à empresa. Pedrosa participou hoje (20) de workshop de energia promovido pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), na capital paulista. Leia

CEMIG (CMIG4)

A elétrica mineira Cemig dispensou na quinta-feira (19), o diretor de Desenvolvimento de Negócios da companhia, Cesar Vaz Fernandes, disseram à Reuters duas fontes com conhecimento direto do assunto. Uma segunda fonte disse que a saída de Vaz é a primeira e deverá ser seguida em breve por novas mudanças, como do diretor comercial, Dimas Costa, e da diretora de Recursos Humanos, Maura Galuppo. A fonte disse que o processo deve ser gradual e culminar na saída do CEO da companhia, o que deve acontecer entre o final de novembro e início de dezembro. Leia

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.