Bússola de Investimentos: Confira as principais notícias do mercado financeiro desta sexta-feira, 13 de outubro

LinkedIn

A Bússola de Investimentos nesta sexta-feira traz: OI: 18 mil credores firmam acordos com a Oi, Eneva realiza liquidação de saldo devedor, Copel celebra contrato com a Petrobras e UEG Araucária. Confira: 

OI (OIBR4)

Faltando pouco mais de uma semana para findar o prazo, aproximadamente 18 mil credores firmaram acordos com a Oi, o que representa um total de R$ 243 milhões em créditos, segundo números divulgados nesta quarta-feira, (11), pela empresa. Até o momento cerca de 30 mil pessoas cadastraram-se para receber as dívidas. A Oi tem por volta de 53 mil credores, dos cerca de 55 mil que fazem parte da recuperação judicial, com valores de até R$ 50 mil para receber. Eles têm até o dia 19 deste mês para participar do Programa de Acordo com Credores. Leia

ENEVA (ENEV3)

Eneva anunciou através de Fato Relevante que a sua controladora Paraíba II Geração de Energia S.A. realizou a liquidação antecipada do saldo devedor atualizado da Cédula de Crédito Bancário com a Caixa Econômica Federal, no valor de R$ 391 milhões. Leia

COPEL (CPLE3) (CPLE5) (CPLE6

Copel informou a celebração de contratos de suprimento de combustível entre a Petrobras e a UEG Araucária, para a Usina Termoelétrica de Araucária.  Serão fornecidos até 2,19 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia até o fim de 2018. A distribuição do gás será feita pela Compagas. Leia

SABESP (SBSP3)

A Sabesp anunciou através de Fato Relevante que o Conselho Administrativo aprovou a aplicação do índice de reposicionamento tarifário de 7,8888% em relação às tarifas vigentes e a adoção de novas tabelas tarifárias. Além disso, eles informaram que a partir do dia 10 de novembro, será acrescentada nas faturas a Taxa de Regulamentação, Controle e Fiscalização (TRCF) no total de 0,5%. Leia

MERCADO LIVRE (NASDAQ:MELI)

As ações do Mercado Livre fecharam em baixa de 10,28%, a US$ 246,26 na Nasdaq, na última quarta-feira, 11. Com essa baixa, o Mercado Livre perdeu cerca de US$ 1,2 bilhão de valor de mercado, passando de US$ 12,12 bilhões para US$ 10,87, de uma sessão para outra. Leia

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.