Caixa capta R$ 1 bi em poupança em setembro e dobra valor do ano; banco tem 71 milhões de poupadores

LinkedIn

A Caixa Econômica Federal ultrapassou 71 milhões de contas ativas em poupança e fechou o mês de setembro com R$ 1,07 bi de captação líquida positiva, acumulando, em 2017, R$ 2,01 bilhões, informou hoje o banco. Segundo a Caixa, a redução da taxa Selic para 8,25% ao ano ocorrida no último dia 6 de setembro promoveu a alteração da remuneração da poupança para os depósitos feitos a partir de 4 de maio de 2012, e que passa a ser de 70% da Taxa Selic mais a Taxa Referencial (TR), conforme previsto na Lei Nº 12.703, de 7 de agosto de 2012. A Lei estipula essa forma de remuneração sempre que a Taxa Selic for menor ou igual a 8,5% ao ano. A remuneração antiga se mantém para os depósitos efetivados antes de 4 de maio de 2012, de TR + 0,5% ao mês, ou 6,17% ao ano.

Mesmo com a redução da remuneração para os depósitos mais recentes, a poupança ainda se mantém como opção atrativa em relação a outros investimentos, tais como CDB e fundos, a depender do prazo e do valor, observa a Caixa, que fez uma simulação de rentabilidade para os próximos 30 dias, que paga a alíquota de imposto de renda mais alta, de 22,5%. Quando maior o prazo, menor a alíquota, chegando a 15% após dois anos, o que reduz a vantagem da caderneta.

Segundo o vice-presidente de Produtos de Varejo da Caixa, Fábio Lenza, o crescimento dos depósitos em poupança registrados nos últimos meses reflete a sua maior atratividade em termos de rentabilidade frente a outros investimentos no varejo. Até 26 de setembro, segundo dados do Banco Central, a Caixa detinha 38,19% de todos os depósitos de poupança do mercado, com R$ 263,2 bi de saldo.

Além de oferecer isenção de imposto de renda para pessoas físicas, a poupança também se destaca frente a outras aplicações pela simplicidade, segurança e liquidez imediata, sendo que o resgate pode ser feito a qualquer tempo e os rendimentos são creditados mensalmente, na data de aniversário dos depósitos. Caso o resgate seja feito fora da data, porém, o investidor perde a rentabilidade dos dias posteriores ao último rendimento.

Deixe um comentário