Dólar encerra pregão com o maior valor desde junho

LinkedIn

Nesta segunda-feira (23), o dólar encerrou o pregão em alta. A cena política interna permanece deixando os investidores cautelosos, principalmente por conta dos desdobramentos da denúncia contra o presidente Michel Temer. Durante o dia, a moeda chegou a ser negociada acima dos R$ 3,20. Isto não acontecia desde junho deste ano.

Histórico

Hoje, o dólar encerrou o dia com 1,29% de alta, cotado à R$ 3,2305 para compra e R$ 3,2311 para venda.

Em outubro, após 15 pregões, o moeda acumula 2% de valorização. São 8 pregões de baixa e 7 alta. No último pregão de setembro, o dólar fechou cotado a R$ 3,1669 para compra e R$ 3,1676 para venda.

Em 2017, após 202 pregões, o dólar apresenta uma desvalorização de 0,55%. São 97 pregões de alta contra 105 de baixa. Em 2016, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,2492 para compra e a R$ 3,2497 para venda.

Influências

Durante o dia, o ambiente político nacional continuou na atenção dos investidores. As dúvidas com relação aos desdobramentos da segunda denúncia contra Temer permanecem. De acordo com a Reuters, a expectativa é que o governo ganhe, mas a votação vai terminar o viés do mercado. Se o placar for ruim, haverá viés pessimista, pois ficará mais difícil a aprovação da reforma da Previdência.

A votação sobre a segunda denúncia contra Temer, agora por obstrução de justiça e formação de quadrilha, acontece nesta quarta-feira.

No cenário externo, o presidente Donald Trump disse que em breve pará sua escolha sobre quem será o próximo líder do Federal Reserve, banco central americano.

O mandato de Janet Yellen, atual chair do Fed, termina em fevereiro de 2018.

Deixe um comentário