Em crise, RS anuncia que quer vender até 49% do capital do Banrisul; ação cai 11%

LinkedIn

O governo do Rio Grande do Sul anunciou ontem que pretende vender 49% do capital votante de seu banco estatal, o Banrisul (BOV:BRSR6),, em uma oferta pública de ações. O objetivo é levantar recursos para aliviar a grave crise financeira por que passa o Estado, que vem atrasando salários e pagamentos. O processo, porém, tem de ser aprovada em plebiscito pela população do Estado.

O Banrisul é um dos últimos bancos estaduais do Brasil, depois do movimento de privatização incentivado pelo governo nos anos 1990 e 2000 para que os Estados vendessem essas instituições como parte de um plano de saneamento financeiro e refinanciamento de dívidas. Ao financiar os Estados, seus donos, esses bancos acabavam funcionando como emissores de moeda e provocavam o descontrole das contas públicas. Os poucos bancos estaduais que sobraram tiveram de obedecer regras rígidas para evitar servir de fontes de financiamento dos seus controladores.

O anúncio do governo da faria uma oferta de ações, mas sem se desfazer do controle da instituição foi muito mal recebido pelo mercado, observa a corretora Coinvalores. O papel caiu 10,9% ontem na Bovespa, reduzindo o ganho no ano para 46,7%. “Mesmo considerando a queda de ontem, o movimento não nos parece uma oportunidade de entrada no ativo”, diz a corretora. “Continuamos com nossa predileção por Bradesco e Itaú Unibanco por vermos mais upside com a retomada da atividade econômica doméstica com um nível de risco menor.”

Deixe um comentário