Percepção do consumidor dos EUA fica menor do que o esperado em outubro

LinkedIn

A percepção do consumidor dos EUA foi revista e ficou um pouco mais baixa do que se esperava em outubro, conforme um relatório divulgado nesta sexta-feira.

A revisão dos dados de outubro do Centro de Pesquisa do Consumidor da Universidade da Michigan mostrou que a percepção do consumidor caiu para 100,7 a partir da leitura inicial de 101,1.

Economistas previam uma redução menor para 100,9.

Apesar do fato de que a revisão da leitura tenha ficado menor do que o esperado, a confiança permanece em seu maior nível em 13 anos.

O índice de condições atuais subiu inesperadamente para 116,5 a partir da leitura prévia de 116,4. Analistas esperavam que o índice caísse para 116,1.

O componente das expectativas do consumidor apresentou uma perspectiva mais pessimista, revisto para baixo para 90,5 a partir da leitura original de 91.3. Economistas esperavam uma revisão mais modesta para 91,2.

Enquanto isso, as expectativas de inflação para os próximos 12 meses subiram para 2,4% a partir de 2,3%.

Entretanto, as expectativas de inflação de cinco anos subiram para 2,5% a partir de 2,4%.

Após a divulgação, bolsas norte-americanas negociavam majoritariamente em alta. O Dow 30 ganhava 20 pontos, ou 0,08%, o S&P 500 subia 12 pontos, ou 0,47%, enquanto o Nasdaq Composite negociava em alta de 97 pontos ou 1,48%.

Com relação a moedas, o par EUR/USD era negociado a 1,1617, ante cerca de 1,1582 antes da divulgação dos dados, o par GBP/USD era cotado a 1,3111, frente a 1,3082 mais cedo e o par USD/JPY era negociado a 113,81 comparado com o valor prévio de 114,09.

O índice dólar, que acompanha a força da moeda frente a uma cesta de seis principais rivais, estava em 94,79 comparado com 95,03 antes do relatório.

Fonte: Investing.com Brasil

Deixe um comentário