Pnad: Rendimento médio dos brasileiros foi de R$ 2.115 em Setembro de 2017

LinkedIn

O rendimento médio real habitual (R$ 2.115) no trimestre julho-agosto-setembro 2017 manteve estabilidade frente ao trimestre anterior (R$ 2.108) e, também, em relação ao mesmo trimestre de 2016 (R$ 2.065). A massa de rendimento real habitual (R$ 188,1 bilhões) no trimestre encerrado em setembro de 2017 cresceu 1,4% (mais R$ 2,7 bilhões), em relação ao trimestre abril-maio-junho. Frente ao mesmo trimestre de 2016 houve aumento de 3,9% (R$ 7,0 bilhões).

rendimento médio real habitualmente recebido em todos os trabalhos pelas pessoas ocupadas foi estimado em R$ 2.115 no trimestre de julho a setembro de 2017, registrando estabilidade frente ao trimestre de abril a junho de 2017 (R$ 2.108) e em relação ao mesmo trimestre do ano anterior (R$ 2.065). Isso ocorreu para todas posições na ocupação.

Na comparação com o trimestre de abril a junho de 2017, o rendimento médio real habitual não apresentou variação estatisticamente significativa nos grupamentos de atividade. Frente ao trimestre de julho a setembro de 2016, o grupamento de atividade (Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura) apresentou elevação da renda média de 7,8%, enquanto quando os demais grupamentos não apresentaram variação estatisticamente significativa.

Clique aqui e confira mais detalhes sobre a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) realizada em setembro de 2017.

massa de rendimento real habitualmente recebido em todos os trabalhos pelas pessoas ocupadas foi estimada, para o trimestre móvel de julho a setembro de 2017, em R$ 188,1 bilhões de reais, e quando comparada ao trimestre móvel de abril a junho de 2017 apresentou variação de 1,4%, ou seja, mais R$ 2,7 bilhões. Também frente ao mesmo trimestre do ano anterior houve aumento, sendo de 3,9%, o que representa um acréscimo de R$ 7,0 bilhões na massa de rendimentos.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.