Atas do BCE: Alguns membros se opõem a data final de compra de ativos

LinkedIn

A redução do programa de compra de ativos do Banco Central Europeu foi amplamente apoiada pelos membros da instituição, mas alguns deles não queriam fixar uma data para o fim do programa, conforme mostraram as atas da reunião nesta quinta-feira.

No mês passado, o BCE manteve as taxas de juros como estavam e também manteve da mesma forma o programa de compra de ativos até o final de dezembro. A partir de janeiro de 2018, o programa de recompra do banco central continuará em 30 bilhões de euros por mês, uma redução a partir dos 60 bilhões de euros atuais, até o final de setembro ou além desse prazo.

Durante sua reunião de outubro, “diferentes posições foram apresentadas se uma formulação compatível com a situação de final em aberto permanecia apropriada ou se um anúncio de uma data fim era preferível”, afirmaram as atas.

Proponentes da manutenção de final em aberto da flexibilização quantitativa defenderam que fixar uma data fim poderia prejudicar a capacidade do banco central responder a choques futuros, bem como “induzir participantes do mercado a antecipar possíveis ajustes de preço que poderiam levar a aperto indevido nas condições financeiras”.

Os que eram favoráveis a uma data final argumentavam que o impacto nos mercados financeiros seria limitado e “não haveria mais uma situação para uma extensão com final em aberto, a menos que os riscos de deflação surgissem novamente”.

Houve também preocupações que uma data final em aberto poderia “gerar expectativas de mais extensões conforme a data final prevista do programa se aproximasse”.

Os membros também estavam preocupados com a estagnação da inflação de base, mas é esperado que a inflação aumente gradualmente devido à acomodação da política monetária, mostraram as atas da reunião.

“Foi sugerido que as informações positivas recebidas sobre a atividade forneceram uma base para maior confiança quanto à perspectiva de base para a inflação… [e que] métricas de inflação de base permaneceram estáveis mesmo com a apreciação prévia do euro”, afirmaram as atas da reunião.

Fonte: Investing

Deixe um comentário