INCC-10 subiu em Novembro de 2017, acumulando alta de 4,15% nos últimos 12 meses

Google+ LinkedIn

O Índice Nacional de Custo da Construção – 10 (INCC-10) alcançou 705,771 pontos no décimo primeiro mês do ano, consolidando uma valorização mensal de 0,30% na comparação com o mês anterior, quando fechou o período de coleta de preços em 703,645 pontos. Já na comparação anual, o índice acumulou uma valorização anual de 4,15%.

O grupo formado por materiais, equipamentos e serviços registrou variação positiva de 0,67% em novembro de 2017, fechando o mês com 530,444 pontos. No acumulado dos últimos doze meses, o grupo materiais, equipamentos e serviços acumula alta de 2,49%.

Já o grupo relativo à mão de obra utilizada na construção civil registrou oscilação de 0,00% em novembro de 2017, fechando o mês com 947,652 pontos. Na comparação com novembro de 2016, o grupo mão de obra acumula alta de 5,55%.

Os preços utilizados para compor o indicador foram apurados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) entre os dias 11 de Outubro e 10 de Novembro de 2017 nas sete principais capitais estaduais do país. Clique aqui e confira todos os detalhes sobre o desempenho do INCC-10 de Novembro de 2017.

JL Torres é Sócio-Diretor da ADVFN Brasil. Além de ser um dos principais colaboradores do Jornal ADVFN, também é responsável pelas newsletters Mercado Diário e Semanário Bovespa

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.