Petrobras: taxa média de financiamento cai de 6,2% no 1º trimestre para 5,9%

Google+ LinkedIn

O diretor Financeiro e de Relações com Investidores da Petrobras (BOV:PETR3) (BOV:PETR4), Ivan Monteiro, destacou que a estatal teve aumento de margens de distribuição nos primeiros nove meses do ano, principalmente de gasolina e diesel.

Ele informou que em relação ao mesmo período do ano anterior, a empresa teve também menores despesas de vendas, decorrente de uma provisão menor com recebíveis do setor elétrico e para processos judiciais.

Monteiro afirmou que a empresa já começa a colher benefícios com o pré-pagamento da dívida, com as amortizações superando as captações. A empresa informou que amortizou R$ 7,46 bilhões com o BNDES. De janeiro a setembro, a empresa captou R$ 72 bilhões contra amortizações de R$ 91 bilhões, informou.

Veja Mais: Petrobras reverte prejuízo e tem lucro de R$ 266 milhões no 3T17

O fluxo de caixa livre subiu de R$ 29,8 bilhões nos nove primeiros meses de 2016 para R$ 37,5 bilhões no mesmo período deste ano.

O executivo disse que a taxa média de financiamentos caiu de 6,2% no primeiro trimestre do ano para 5,9% no terceiro trimestre de 2017. O prazo médio da dívida saiu de 7,61 anos para 8,36 anos, e a alavancagem saiu de 54% para 51%.

Plataformas no pré-sal

A diretora de Exploração e Produção da Petrobras, Solange Guedes, destacou os avanços no pré-sal ao longo de 2017. A Produção operada avançou 32% para 1,58 milhão de barris de óleo equivalente (boe/d) de janeiro a setembro. Para isso, a empresa está acelerando a instalação de plataformas.

O custo de extração na região continua inferior a US$ 7 por barril, disse Solange, que ressaltou, sobretudo, o crescimento da produção de gás natural no pré-sal, de 9% em nove meses. A produção em nove meses foi de 626 mil boe/d. No terceiro trimestre, a produção de gás em áreas operadas no Brasil atingiu o recorde mensal de 107 milhões de m3/d e o índice de utilização do gás foi também o maior já registrado de 97%.

No pré-sal, a diretora ainda ressaltou o “excelente resultado em poço exploratório no campo de Marlim”, na Bacia de Campos. Ela informa ainda que o óleo é de boa qualidade e que a existência de infraestrutura existente torna os projetos ainda mais competitivos. “Pré-sal da Bacia de Campos tem o melhor resultado que obtivemos até agora”, afirmou a diretora.

Fonte: Agência Estado

Repórter ADVFN é o canal automatizado de informações da ADVFN Brasil, um dos principais veículos financeiros do país. Contém vídeos exclusivos sobre o dia a dia do mercado financeiro brasileiro, além de artigos inéditos produzidos por canais de comunicação parceiros.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.