Boa noite, Investidor! 15 de dezembro de 2017

LinkedIn

Confira o que aconteceu depois da abertura do mercado hoje.

Para mais informações sobre o que foi notícia antes da abertura da Bolsa, confira o nosso Bom dia, Investidor!

Empresas

Burger King (BKBR3) – As ações do Burger King Brasil foram precificadas a R$ 18 no IPO, no teto do intervalo proposto pelos coordenadores da oferta, que estava entre R$ 14,50 e R$ 18. A operação girou no total R$ 2,2 bilhões.

BR Distribuidora (BRDT3) – Os papéis da BR Distribuidora estreiaram nesta sexta-feira (15) na Bolsa Brasileira, após levantar R$ 5 bi no maior IPO desde 2013. O preço da ação ficou em R$ 15.

Neoenergia –  A Neoenergia anunciou que “diante das atuais condições do mercado”, a companhia optou por cancelar a sua oferta pública de ações. De acordo com o jornal Valor Econômico, os acionistas decidiram não levar adiante o IPO pelo fato de a oferta não ter atraído demanda para os papéis na faixa de preços indicada – R$ 15,02 a R$ 18,52.

Telefônica Brasil  (VIVT3) (VIVT4) – Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgou nesta sexta-feira detalhes do termo de ajuste de conduta da Telefônica Brasil. Os valores indicados pela Anatel para o montante de investimento da Vivo giram em torno de R$ 5,5 bilhões, acima dos R$ 4,87 bilhões anunciados no final de setembro. O montante que terá de ser investido pela operadora refere-se a 907 entregas de serviços em 624 municípios do país.

Petrobras  (PETR3) (PETR4) – Petrobras anunciou que a sua produção de petróleo e gás natural foi de 2,72 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed), sendo 2,62 milhões boed produzidos no Brasil e 99 mil boed no exterior.  A produção no pré-sal atingiu um novo recorde no mês,  alcançando a marca de 1,45 milhão de barris no dia 30 de novembro.

Engie (EGIE3) – Foi arrematado pelo Consórcio Engie Brasil Transmissão e Engie Brasil Energia Comercializadora LTDA o Lote 1 do Leilão de Transmissão nº 2/2017, realizado pela ANEEL nesta sexta-feira (15/12). A empresa apresentou oferta de R$ 231,7 milhões, representando um deságio de 34,80% em relação à Receita Anual Permitida (RAP) prevista pela Agência no valor de R$ 355,4 milhões.

Petrobras  (PETR3) (PETR4) – Petrobras informou sobre sentença arbitral, favorável à companhia, que rejeitou pedido formulado por investidor da Sete Brasil Participações S.A. – em recuperação judicial, na arbitragem proposta contra a Petrobras, com o intuito de obter ressarcimento de investimento realizado no Projeto Sondas. O valor atualizado do processo é de aproximadamente R$ 318 milhões.

Vulcabras Azaleia (VULC3) – A Vulcabras Azaleia anunciou que Márcio Callage retorna à companhia como diretor de marketing e Rafael Gouveia, que respondia pelas diretorias comercial e de marketing da Olympikus, assume a diretoria corporativa de operações.

Usiminas (USIM5) – A Usiminas (BOV:USIM5) informou, em comunicado ao mercado, que pagou para bancos brasileiros e japoneses 50% do saldo do principal em aberto das notas emitidas por sua subsidiária Usiminas Commercial. Os credores, a título de amortização parcial das dívidas da Usiminas, receberam o montante total de US$ 89,897 milhões.

Recomendações

Oi (OIBR4)/Credit Suisse – Credit Suisse cortou o preço-alvo para as ações da Oi após ter acesso aos detalhes do acordo proposto com credores para sair da recuperação judicial e da situação de penúria financeira. O valor em 12 meses é de R$ 2,10, com recomendação neutra.

Eletrobrás (ELET6) / Santander – Banco anunciou que vê o processo de desestatização da Eletrobrás um pouco menos ambicioso, assim, optou por cortar o preço-alvo da ação para R$ 20,77 e reduzir a recomendação de compra para underperform.

Engie Brasil (EGIE3) / Santander  – O Banco elevou a recomendação para compra e o preço-alvo para R$ 39,80.

Trans Paulista (TRPL4) / Santander – O Santander elevou o preço-alvo do ativo para R$ 73,82.

Energias Brasil (ENBR3) / Santander – O Banco Santander elevou a recomendação do papel para compra.

Eneva (ENEV3) / Santander – O Banco iniciou a cobertura do ativo com recomendação de compra e preço-alvo de R$ 17,05.

Política

Reforma da Previdência – O presidente Michel Temer afirmou que o adiamento da Reforma da Previdência é “ótimo”, para ajudar a conquistar mais votos, já que os deputados poderão perceber durante o recesso que não há “oposição feroz” ao tema. “Acho que temos a compreensão, ainda que oculta, dos líderes da oposição. Essa é uma questão de Estado. Você conserta o Estado brasileiro hoje e ele vai servir para quem vier depois. E não se sabe quem é. Portanto, quem vier depois encontrará um Brasil arrumado, nos trilhos”, disse.

Sobre a influência da Reforma na Bolsa de Valores, e como as notícias negativas sobre a aprovação da matéria estão fazendo com que o Ibovespa caia, o presidente falou: “A confiança hoje está muito conectada à reforma da Previdência. Eu vejo hoje que há certo desalento, a ideia de que vai dar tudo errado, pode ser que os juros subam, que a inflação volte, que a economia não prospere. Digo aqui em alto e bom som: Nós vamos aprovar a Previdência no Congresso, não temos dúvida disso.”

Eleições 2018 para o PT – Como o julgamento do ex-presidente Lula, marcado para o dia 24 de janeiro de 2018, pode torná-lo inelegível, o PT tenta evitar especulações sobre um possível plano B, acalmar insatisfações internas e conquistar possíveis aliados. “Só para deixar claro, não estamos discutindo alternativas. Nosso candidato é Lula e não temos plano ‘b’”, declarou a presidente do partido e senadora Gleisi Hoffmann na reunião do diretório nacional.

Deixe um comentário