Dólar cai com o PSDB a favor da Reforma da Previdência

LinkedIn

dólar interrompeu seu sequência de queda, influenciado pelo PSDB, que fechou a questão a favor da Reforma da Previdência.

Histórico

A moeda teve baixa de 0,37%, cotada a R$ 3,3149 para compra e R$ 3,3159 para venda.

Após 9 pregões no mês, a moeda valorizou 1,35%. Já se foram 4 pregões negativos, contra 5 positivos. No último pregão de novembro, o dólar fechou cotado a R$ 3,2708 para compra e R$ 3,2716 para venda.

Em 2017, após 235 pregões, o dólar apresenta uma valorização de 2,04%. São 113 pregões de alta contra 122 de baixa. Em 2016, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,2492 para compra e a R$ 3,2497 para venda.

Influências

O dólar começou a recuar ontem, com a notícia de que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) marcou para 24 de janeiro de 2018 o julgamento do recurso do ex-presidente Lula no caso do triplex do Guarujá. “O mercado assimila que sem Lula na Presidência as contas públicas serão melhor administradas”, disse o diretor da mesa de câmbio da corretora MultiMoney, Durval Correa, à Reuters.

Além disso, hoje à tarde, o PSDB fechou a questão a favor da Reforma da Previdência, mas sem definir punições àqueles que não apoiarem a medida durante a votação. O líder do partido na Câmara, Ricardo Tripoli, disse que 20 dos 46 deputados federais da legenda já garantiram o voto favorável, incentivados pelo fechamento da questão.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, disse que decidirá entre hoje e amanhã se deve ou não colocar a medida em votação na semana que vem, dependendo se há ou não apoio o suficiente.

No cenário internacional, o mercado aguarda o resultado da reunião do Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos. A expectativa é que o comitê eleve a taxa de juros no país e indique mais detalhes sobre o impacto da reforma tributária planejada pelo governo Trump.

Deixe um comentário