BB: Resultados do 4T17 da Fibria superaram as expectativas; preço-alvo é de R$ 65,50

LinkedIn

BB Investimentos afirmou, com base nos resultados do 4º trimestre de 2017 da Fibria (BOV:FIBR3), que continua acreditando na empresa, “devido à sua posição privilegiada como o principal fornecedora da indústria”, mesmo diante de uma possível pressão causada nos preços da celulose. A recomendação é outperform, com preço-alvo nos R$ 65,50 para os próximos 12 meses.

Veja Mais: Lucro líquido da Fibria tem prejuízo de R$ 92 milhões na comparação anual

O BB reforça que os resultados da Fibria foram acima do que eles esperaram, “com maiores volumes, receitas e EBITDA”. A tendência para este mercado continua positiva, com o consumo forte de celulose da China diante de estoques estáveis, o crescimento da demanda e dos preços da matéria e as melhores condições econômicas na Zona do Euro. A correta aponta para uma possível queda nos preços no segundo semestre de 2018, mas também ressalta que a Fibria pode compensar isso com um aumentos nas vendas.

Por causa dos preços elevados da celulose e da variação cambial favoráel, a Fibria apresentou uma produção de 1.659 mil toneladas no trimestre, subindo 14% em relação ao 3T17 e 36% em relação ao mesmo período do ano passado, enquanto a produção anual subiu 12%, indo a 5.642 mil toneladas. O EBITDA ajustado foi de R$ 1.981 milhões, 58% e 146% superior ao 3T17 e ao 4T16, respectivamente, ao passo em que o ano totalizou R$ 4.952 milhões, com uma margem EBITDA de 49%.

Por outro lado, a dívida líquida do trimestre (em dólar) foi de US$ 3.728 milhões, 4% inferior ao 3T17 e 6% superior ao 4T16. Agora, a relação dívida líquida/EBITDA é de 2,41x em dólar e de 2,49x em reais.

Deixe um comentário