Confiança do consumidor cresce 2,4% em janeiro ante dezembro, diz CNI

LinkedIn

De acordo com o Índice Nacional de Expectativa ao Consumidor (Inec) publicado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta segunda-feira (29), a confiança do consumidor brasileiro elevou 2,4% em janeiro ante dezembro. No mês anterior o índice havia marcado perda de 0,5% ante novembro.

Apenas com o movimento de janeiro, o índice atingiu 102,9 pontos, 0,9% inferior ao observado em janeiro de 2017. O índice está 4,7% abaixo da maior média histórica, que é de 108 pontos.

O economista da CNI, Marcelo Azevedo, avalia que o resultado aponta que, apesar da melhora das expectativas, a confiança do consumidor ainda é mínima.

O Inec apura as estimativas dos entrevistados em relação à inflação, ao desemprego, à renda pessoal, às compras de bens de maior valor, ao endividamento e à situação financeira. Já os consumidores estão otimistas a cinco destes setores e mais pessimistas em relação a um deles (compras de bens de maior valor).

No total, com o caso da inflação, o índice elevou 4,0% em dezembro e reduziu 2,0% em comparação a janeiro de 2017. Já a estimativa ao desemprego recuou de 6,0% e 3,4%. O indicador  de renda pessoal teve aumento de 5,3% e, janeiro ante dezembro e queda de 5,0% ante janeiro de 2016.

No quadro do endividamento, o indicador cresceu 1,2% e recuou 4,0% em relação a janeiro do ano passado. No caso da situação financeira, a expectativa subiu 1,9% em janeiro ante dezembro e cedeu 3,0% ante janeiro.

Para finalizar, o componente do Inec relacionado às compras de bens de maior valor cedeu 0,7% em janeiro ante dezembro, marcando alta de 3,3% em comparação a janeiro de 2017.

*Com informações do Broadcast

Deixe um comentário