Semanário Bovespa: Ibovespa sobe 0,35% mesmo depois da S&P cortar o rating brasileiro

Google+ LinkedIn

Ibovespa valorizou 0,35% nesta semana. Mesmo renovando pela 5ª vez seguida a sua máxima histórica na segunda-feira (8), os investidores estavam preocupados de que o governo pudesse quebrar a regra de ouro em 2019. A medida impede que sejam emitidas dívidas com valores superiores às despesas de capital do exercício. Porém, os ministros Henrique Meirelles e Dyogo Oliveira afirmaram que isso só será discutido após a votação da Reforma da Previdência e que o presidente Michel Temer pediu apenas para estudarem regras de auto ajustamento. Mais para o final da semana, a agência classificadora de risco Standard & Poor’s (S&P) cortou a nota de risco do Brasil para BB-. Isso foi resultado da demora nas aprovações de medidas fiscais que tivessem como objetivo o controle das contas públicas, como a Reforma da Previdência, segundo a S&P. A expectativa dos investidores é que os políticos encarem o rebaixamento como um sinal de alerta para o equilíbrio financeiro do país e acelerem as discussões sobre a questão.

Ontem, o indicador ficou praticamente estável, variando -0,02%, cotado a 79.349,12 pontos.

Após 9 pregões em janeiro, o índice valorizou 3,86%. Já se foram 6 fechamentos positivos contra 3 negativo. Dezembro encerrou com 76.402,08 pontos.

Já no comparativo com 2017, após 9 pregões, o Ibovespa subiu 3,86%. Já foram 6 fechamentos positivos contra 3 negativo. Ano passado, o índice fechou com 76.402,08 pontos.

 

Resumo da semana

No começo da semana, o Ibovespa subiu 0,39%, cotado a 79.378,53 pontos. No dia seguinte, caiu 0,65%, cotado a 78.863,54 pontos

Na quarta-feira (10), o indicador caiu 0,84%, cotado a 78.200,57 pontos. No dia 11, teve uma alta de 1,49%, cotado a 79.365,44 pontos.

Ontem, ele caiu 0,02%, cotado a 79.349,12 pontos.

Repórter da ADVFN, Ana Beatriz Bartolo é estudante de jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie. Interessada em política e economia, trabalha por um jornalismo ético que cumpra seu papel social. Contato: anab@advfn.com.br

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.