CVM autoriza Itaúsa a fazer OPA para aquisição do controle acionário da Alpargatas

LinkedIn

A Itaúsa (BOV:ITSA4), braço de investimentos do Banco Itaú, anunciou na noite desta quinta-feira (15) que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) autorizou o pedido de registro de Oferta Pública de Aquisição (OPA) de ações por alienação de controle da Alpargatas (ALPA3).

As ofertantes são a Itaúsa, a Cambuhy Fundo de Investimento em ações e Cambuhy Alpa Holding.

Segundo o comunicado ao mercado, o objeto da oferta será até 34.362.456 ações de emissão da Alpargatas. O preço da oferta é de R$ 11,33 por ação ordinária, a ser pago à vista. O leilão acontecerá no dia 23 de março de 2018, no sistema eletrônico de negociação da B3.

Anunciada ao público no dia 12 de junho, a venda equivale a 54,2% do capital total da Alpargatas — sendo sendo 85,78% das ações ordinárias e 20,95% das ações preferenciais – pertencente a holding J&F.

Em setembro, a Itaúsa anunciou a aquisição de 27,12% do capital total da Alpargatas, representado por 103.623.035 ações ordinárias e 23.968.521 ações preferenciais.

A venda faz parte do plano de desinvestimento da companhia, controlada pela família Batista, para iniciar o pagamento de R$ 10,3 bilhões em multas provenientes de acordos de eminência, firmados entre o grupo e o Ministério Público Federal, após um escândalo envolvendo corrupção.

Deixe um comentário