Dólar reverte queda com temor sobre alta de juros dos EUA

LinkedIn

O dólar voltou a subir nesta terça-feira (27), sobre o temor de que Federal Reserve, banco central dos EUA, possa aumentar os juros mais do que esperado.

Histórico 

A moeda teve alta de 0,54%, cotada a R$ 3,2475 para compra e R$ 3,2500 para venda.

Após 16 pregões em fevereiro, a moeda valorizou 2,19%. Já se foram 7 fechamentos negativos contra 10 positivos. Em janeiro, a divisa americana fechou cotada a R$ 3,1793  para compra e R$ 3,1803 para venda.

Em 2018, após 38 pregões, o dólar apresenta uma desvalorização de 1,94%. Já se foram 19 pregões em alta, contra 19 em baixa. Em 2016, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,3133 para compra e a R$ 3,3144 para venda.

Influências

O Banco Central brasileiro finalizou nesta sessão a rolagem do vencimento de março de swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares. Vendeu 9,1 mil contratos, rolando o total de US$ 6,154 bilhões. O próximo vencimento será em abril, no total de US$ 9,029 bilhões segundo o BC. O estoque total de swap atualmente é de US$ 23,796 bilhões.

No exterior, o dólar ganhou força após o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, afirmar que via que uma melhora sobre o cenário econômico dos EUA de dezembro pra cá. No depoimento, Powell ainda prometeu “encontrar equilíbrio” entre o risco de uma economia superaquecida e a necessidade de manter o crescimento.

A economia americana vem apresentando sinais de melhora, principalmente no mercado de trabalho, o que chegou a alimentar a forte aversão ao risco nos mercados globais sobre os temores de que os juros poderiam disparar.

 

Deixe um comentário