Boa noite, Investidor! 08 de março de 2018

LinkedIn

Confira o que aconteceu depois da abertura do mercado hoje.

Para mais informações sobre o que foi notícia antes da abertura da Bolsa, confira o nosso Bom dia, Investidor!

Destaques Corporativos

Petrobras (PETR3)(PETR4) – Petrobras iniciou a fase não vinculante referente à venda das empresas que compõem o sistema de refino de Pasadena, nos Estados Unidos. Nesta etapa do projeto, os interessados que tiverem assinado o Acordo de Confidencialidade receberão um memorando descritivo contendo informações mais detalhadas sobre os ativos em questão, além de instruções sobre o processo de desinvestimento, incluindo as orientações para elaboração e envio das propostas não vinculantes.

Lojas Americanas (LAME4) – As Lojas Americanas pretende inaugurar 200 lojas em 2018, sendo que dez já foram abertas e outras 100 já foram contratadas, disse Carlos Padilha, diretor financeiro da companhia.

Petrobras (PETR3) (PETR4) – Petrobras está iniciando a fase vinculando do processo de desinvestimentos de 100% das ações da Petrobras Oil & Gas B.V. Neste momento, os interessados habilitados receberão uma carta-convite com as instruções sobre a operação, incluindo detalhes sobre a finalização de due diligence e o envio das propostas vinculantes.

Eletrobras (ELET3) (ELET6) – O Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) disse nesta quinta-feira (8) que o leilão de privatização de 6 distribuidoras da Eletrobras que atuam no Norte e Nordeste deverá ser realizado no início de maio, na sede da B3. A Eletrobras assumiu R$ 11,2 bilhões em dívidas das distribuidoras com a própria elétrica, além de outros R$ 8,5 bilhões em créditos e obrigações que essas empresas tem com o fundo no setor elétrico.

Petrobras (PETR3) (PETR4) – Petrobras realizou o pré-pagamento de US$ 8 bilhões no quatro trimestre e de mais US$ 7,8 bilhões este ano. De acordo com a gerente-executiva da estatal de Finanças Bianca Nasser, a ação faz parte do objetivo de reduzir a dívida e os cursos do endividamento da empresa.

 Embraer (EMBR3) – O presidente-executivo da Embraer, Paulo Cesar Silva, disse que a companhia aérea está vendo um “engajamentos muito bom” nas negociações com a Boeing.

Fibria (FIBR3) – Fibria afirmou que vai aumentar a partir de abril os preços da toneladas de celulose vendida para mercados na America do Norte, Europa e Ásia. Com o reajuste, os novos valores a serem praticados pela companhia a partir de 1º de abril são US$ 1.230 a tonelada para America do Norte, US$ 1.050 para Europa e US$ 840 para a Ásia.

Telefônica Brasil (VIVT4) – O conselho diretor da Anatel rejeitou os recursos apresentados pela Telefônica Brasil e manteve multas contra a empresa que somam cerca de R$ 370 milhões. O presidente da agência, Juarez Quadros, explicou que, como essas multas foram julgadas em segunda instância no órgão regulador elas terão de ser excluídas do acordo que está em tramitação com a empresa para a conversão, em investimentos, de multas que totalizam mais de R$ 2 bilhões.

Recomendações

M. Dias Branco (MDIA3)/Coinvalores – Com base nos resultados do 4T17 da M. Dias Branco, Coinvalores manteve a sua recomendação de compra do ativo, com preço-alvo nos R$ 61,00, o que representa um potencial de valorização de 12,3%.

Taesa (TAEE11)/BB Investimentos – Com base nos resultados do 4T17 da Taesa, o BB manteve a sua recomendação outperform, com preço-alvo nos R$ 26,50, o que representa um upside de 25,1%.

Ambev (ABEV3)/BB Investimentos – Com base nos resultados do 4T17, o BB continua com a recomendação outperform para a Ambev, com preço-alvo nos R$ 24,00 até o final do ano, o que representa um potencial de valorização de 9,1%.

Ambev (ABEV3)/Magliano – Com base nos resultados do 4T17 da Ambev, a Magliano reitera a recomendação de compra dos ativos da empresa, com preço-alvo nos R$ 27,82 para os próximos 12 meses.

Hering (HGTX3)/Benndorf Research – A recomendação da Benndorf para os ativos da Hering é de assumir posições mais agressivas somente após um sólido rompimento dos R$24,00 ou após uma reversão positiva nos R$18,00 reais. Para os que estão posicionados, o stop parcial é n os R$22,00 e um stop total nos R$20,70. Em uma análise fundamentalista, os ativos da Hering estão atrativos, com preço-alvo nos R$ 26,00.

Banrisul – As indicações para março do Banrisul são para BR Properties (BRPR3), Copel (CPLE6), Movida (MOVI3), Direcional (DIRR3), Valid (VLID3), Embraer (EMBR3), Copasa (CSMG3),Alliar (AALR3), Gerdau Metalúrgica (GOAU4), Transmissão Paulista (TRPL4), EFT do Ibovespa (BOVA11) e Tesouro Selic (LFT).

Itaú Corretora – Itaú Corretora mudou a carteira Top 5, retirando a Azul Linhas Aéreas (AZUL4) para incluir a ação da empresa de milhagem Smiles (SMLS3).

Copasa (CSMG3)/Upside Research – Com base nos números do 4T17 da Copasa, a Upside Research afirmou que a empresa é uma opção interessante “para investidores com perfil de médio prazo e retorno via dividendos”. O preço-alvo recomendado é de R$ 54,80.

Notícias

Aço e Alumínio – O Ministério de Relações Exteriores e da Indústria, Comércio Exterior e Serviços se criticou o aumento na taxação dos Estados Unidos na importação de aço e alumínio. Em nota, ele afirmou que “as medidas causarão graves prejuízos às exportações brasileiras e terão significativo impacto negativo nos fluxos bilaterais de Comércio”. Foi reforçado que “cerca de 80% das exportações brasileiras de aço são de produtos semiacabados, utilizados como insumo pela indústria siderúrgica norte-americana. Ao mesmo tempo, o Brasil é o maior importador de carvão siderúrgico dos Estados Unidos (cerca de US$ 1 bilhão, em 2017), principalmente destinado à produção brasileira de aço exportado àquele país”. O Ministério garantiu que irá recorrer “a todas as ações necessárias, nos âmbitos bilateral e multilateral, para preservar seus direitos e interesses”.

 

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.