Bovespa mantém queda no último pregão da semana

LinkedIn

O Ibovespa manteve a queda nesta sexta-feira (23), com o mercado de olho no cenário internacional.

Histórico

O indicador teve queda de 0,46%, cotado a 84.377,20 pontos. Os ativos do Bradesco (BBDC4) subiram 0,7%, e os da Eletrobras (ELET3) ampliaram 0,8%.

Por outro lado, os papéis da Gerdau (GGBR4reduziram 1,8%, os da Usiminas (USIM5recuaram 1,3%,e os da Vale (VALE3caíram o,8%.

Após 17 pregões em março, o índice recuou 1,14%. Já se foram 7 fechamentos positivos contra 10 negativos. Em fevereiro, o indicador fechou com  85.353,59 pontos.

Já no comparativo com 2017, após 56 pregões, o Ibovespa subiu 10,43%. Já foram 32 fechamentos positivos contra 24 negativos. Ano passado, o índice fechou com 76.402,08 pontos.

Influências

O Supremo Tribunal Federal (STF) emitiu o salvo-conduto para evitar a eventual prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva até o dia 4 de abril, quando a Corte voltará a julgar o pedido de habeas corpus feito pela defesa. A emissão do documento é uma formalidade cumprida para efetivar a liminar concedida ontem (22) ao ex-presidente.

O documento foi assinado pela presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, e foi enviado ao juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba, e ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região, sediado em Porto Alegre.

Fonte: Agência Brasil

Conheça o Telegram ADVFN e fique por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro. 

Deixe um comentário