BRB Banco (BSLI3 e BSLI4) apresentou crescimento de 29.62% no lucro de 2017

LinkedIn

A companhia Banco BRB anunciou um lucro líquido de R$ 259.93 milhões em 2017, valor 29,62% superior ao lucro líquido apurado no ano anterior (R$ 200.53 milhões). O desempenho também foi superior ao valor médio dos cinco anos anteriores (R$ 162.73 milhões), quando a empresa teve um crescimento médio de 11,37% por ano.

Já a receita líquida da companhia diminuiu 7,76% de um ano para o outro, passando de R$ 2.65 bilhões em 2016 para R$ 2.44 bilhões em 2017. Por outro lado, a receita de 2017 é maior que o valor médio dos últimos cinco anos (R$ 2.32 bilhões), quando a receita líquida da companhia Banco BRB cresceu, em média, 6,81% por ano.

Os ativos totais da BRB Banco totalizaram R$ 13.85 bilhões no 4º trimestre de 2017, soma 3,72% maior que o saldo de R$ 13.36 bilhões registrado no encerramento do mesmo período do ano anterior.

O patrimônio líquido da companhia, por sua vez, apresentou expansão de 8,24%, ao comparar todos os valores contábeis que os seus sócios possuíam no fechamento do 4º trimestre de 2017 (R$ 1.27 bilhões) com a mesma data em 2016 (R$ 1.17 bilhões).

A dívida líquida ficou em R$ 2.56 bilhões no 4º trimestre de 2017, crescimento de 32,54% ante os R$ 1.93 bilhões registrados no ano anterior.

Resultado do BRB Banco no 4º Trimestre

A companhia BRB anunciou um lucro líquido de R$ 97.82 milhões no 4º trimestre de 2017, valor 105,76% superior que o lucro líquido apurado no mesmo período do ano anterior (R$ 47.54 milhões). Na comparação com o 3º trimestre de 2017 (lucro de R$ 71.63 milhões), houve uma melhora de 36,57% no resultado da empresa.

A receita líquida da companhia caiu 8,99% de um ano para o outro, passando de R$ 650.94 milhões para R$ 592.44 milhões. Em relação ao trimestre anterior (R$ 607.45 milhões), a receita diminuiu 2,47%.

Todos estes dados referem-se à individualização do resultado financeiro da companhia BRB Banco (BOV:BSLI3 e BOV:BSLI4), sem considerar o resultado financeiro de suas companhias subsidiárias (empresas controladas, de maneira direta ou indireta, pela companhia) relacionadas ao 4º trimestre de 2017.

Acesse o balanço financeiro completo desta companhia, clicando aqui. Não deixe de conferir também os indicadores fundamentalistas, clicando aqui.

Conheça o BRB Banco de Brasília

O BRB Banco de Brasília S/A foi criado no dia 10 de dezembro de 1964 pela Lei Federal 4.545, e obteve autorização para funcionar, concedida pelo Banco Central do Brasil, em 12 de julho de 1966. Com a sua criação, pretendia-se dotar o Governo do Distrito Federal – GDF de um agente financeiro que possibilitasse captar os recursos necessários para o desenvolvimento da região. Em 1986, a denominação de Banco Regional de Brasília S.A. foi alterada para Banco de Brasília S.A., embora tenha permanecido a sigla BRB. Em 1991, transformou-se em banco múltiplo com as seguintes carteiras: comercial, câmbio, desenvolvimento e imobiliária.

Organizado sob a forma de sociedade de economia mista, de capital aberto, cujo acionista majoritário é o Governo do Distrito Federal (96,85%), o BRB é uma instituição financeira com atuação em todo o Distrito Federal e regiões de influência, possuindo também pontos de atendimento em mais seis Estados brasileiros: Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Minas Gerais.

O Conglomerado BRB abrange as empresas controladas, diretas e indiretas: BRB – Crédito, Financiamento e Investimento S.A. (Financeira BRB); BRB – Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. (DTVM BRB); Cartão BRB S.A.; BRB – Administradora e Corretora de Seguros S.A. (Corretora Seguros BRB); e BSB Administradora de Ativos S.A. (BSB Ativos).

Além disso, o BRB possui, dentre as suas empresas patrocinadas, a Regius (Fundo de Pensão dos Funcionários do BRB) e a Saúde BRB.

Usuários ADVFN acompanham, gratuitamente e em tempo real, a cotação de todas as ações negociadas na BM&FBOVESPA através das ferramentas Monitor, Cotação e Gráfico.

Deixe um comentário