Cade aprova sem restrições venda da Vale Fertilizantes, em Cubatão (SP), à Yara

LinkedIn

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições a venda da Vale Fertilizantes, subsidiária integral da Vale (BOV:VALE3) em Cubatão (SP), para a norueguesa Yara International, de acordo com despacho no Diário Oficial da União desta terça-feira (20).

Com o negócio, anunciado em novembro do ano passado por US$ 25 milhões, a Vale busca reduzir seu endividamento e se desfazer de ativos não estratégicos, enquanto a Yara segue com seu plano de expansão no Brasil. Na semana passada, o presidente da Yara no Brasil, Lair Hanzen, informou, durante inauguração de uma fábrica de fertilizantes foliares em Sumaré (SP), que um parecer do Cade estava previsto ainda para o primeiro semestre deste ano.

A expectativa das empresas é de que toda a transação esteja concluída na segunda metade de 2018. Em seu parecer, o Cade destacou que o negócio não acarretará
grande concentração de mercado nos segmentos de fosfatados, nitrogenados e misturas.

A venda da Vale Fertilizantes à Yara inclui um complexo de nitrogênio e fosfatos com uma capacidade de produção anual de aproximadamente 200 mil toneladas de amônia, 600 mil toneladas de nitratos (divididos entre o segmento de fertilizantes e industrial) e 980 mil toneladas de fertilizantes fosfatados.

Em 2016, segundo a Yara, o complexo de Cubatão comercializou aproximadamente 1,3 milhão de toneladas de nitrogênio e produtos fosfatados, gerando uma receita líquida de US$ 413 milhões e uma geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de US$ 30 milhões.

Deixe um comentário