Custo da Construção sobe 0,23% em março, mostra INCC-M da FGV

Google+ LinkedIn

O Índice Nacional de Custo da Construção– Mercado (INCC-M) registrou alta de 0,23% em março, acima do resultado do mês anterior, de 0,14%, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV).

O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços teve variação de 0,50%. No mês anterior, a taxa havia sido de 0,32%. O índice referente à Mão de Obra não registrou variação na passagem de fevereiro para março. O INCC faz parte do IGP-M, com peso de 10%, e costuma ser usado na correção de prestações de imóveis em fase de construção.

Materiais, Equipamentos e Serviços

No grupo Materiais, Equipamentos e Serviços, o índice correspondente a Materiais e Equipamentos registrou variação de 0,47%. No mês anterior, a taxa havia sido de 0,40%. Dos quatro subgrupos componentes, dois apresentaram acréscimo em suas taxas de variação, destacando-se materiais para estrutura, cuja taxa passou de 0,26% para 0,38%.

A parcela relativa a Serviços passou de uma taxa de -0,01%, em fevereiro, para 0,59%, em março. Neste grupo, vale destacar a aceleração de projetos, cuja variação passou de -1,47% para 1,26%.

Mão de obra

O índice referente à Mão de Obra não registrou variação na passagem de fevereiro para março.

Capitais

Cinco capitais apresentaram aceleração em suas taxas de variação: Salvador, Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo. Em contrapartida, Recife e Porto Alegre registraram desaceleração.

A Arena do Pavini é um espaço voltado para fornecer informação de valor e promover o aprendizado e a discussão dos principais temas relacionados à vida do investidor. O blog de notícias é pilotado por Angelo Pavini, renomado jornalista econômico, com mais de 20 anos de experiência na cobertura do mercado financeiro e de assuntos ligados a finanças pessoais.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.