Itaú retira Azul e inclui Smiles na carteira Top 5 aproveitando a queda após corte em dividendos

LinkedIn

A Itaú Corretora mudou a carteira Top 5, que reúne as cinco principais indicações para os investidores, retirando a Azul Linhas Aéreas (AZUL4) para incluir a ação da empresa de milhagem Smiles (SMLS3).

A Azul foi incluída no dia 19 de fevereiro com a expectativa de bons resultados no quarto trimestre, que se confirmaram. A empresa teve um lucro de R$ 304 milhões, ante R$ 51 milhões no mesmo trimestre do ano passado, conforme divulgado ontem depois do fechamento do pregão. Segundo o Itaú, após valorização de 13,6% desde a sua inclusão, a corretora aproveitou a divulgação dos resultados para realizar lucros nas ações.

Já a Smiles foi incluída depois da queda expressiva (-9,9%) no pregão de ontem. O Itaú tem recomendação de compra para o papel com preço justo de R$ 97,00. A ação é negociada hoje em alta de 1,41%, a R$ 73,55.

A corretora lembra que a Smiles divulgou pela primeira vez suas projeções (guidance), que, de acordo com cálculos preliminares, pode levar a uma expansão de lucros de 13% na comparação anual, no melhor cenário, ou a uma retração de 4%, no pior cenário.

Os analistas setoriais do Itaú projetam em seu modelo uma expansão de 4%, que seria o ponto intermediário do guidance. A companhia anunciou também a redução da parcela do lucro distribuída para os investidores, o chamado o pay-out ratio, para 25% do resultado em 2018. Embora o anúncio seja negativo, considerando que a Smiles é percebida como uma boa pagadora de dividendos, a corretora do Itaú acredita que a distribuição de dividendos poderá voltar a níveis superiores a 25% nos próximos anos. “Assim, entendemos essa queda como uma oportunidade de compra”.

Deixe um comentário