Natura vai recorrer de decisão do Carf sobre cobrança de IPI de R$925 mi

LinkedIn

A Natura Cosméticos (BOV:NATU3) disse nesta segunda-feira (26) que vai recorrer da decisão do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), que condenou a empresa em processo de R$ 925,2 milhões relativo ao Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

A companhia disse que a decisão do Carf não é a final e que vai recorrer à Câmara Superior de Recursos Fiscais (CSFR), e caso perca na esfera administrativa, vai levar a questão à Justiça.

“A Natura reafirma seu entendimento de que o recolhimento do IPI foi realizado em estrita conformidade com a legislação fiscal e que seus advogados continuam classificando a probabilidade de perda como remota”, disse a empresa em comunicado, acrescentando que por isso não prevê nenhum impacto contábil em consequência da decisão.

As ações da companhia estavam entre as cinco maiores perdas do Ibovespa nesta segunda-feira, recuando 1,3% enquanto o índice tinha oscilação positiva de 0,13%. Segundo a corretora Brasil Plural, o valor da condenação do Carf não foi provisionado pela Natura. “Esta notícia deve ter um impacto negativo no preço das ações … pois acreditamos que uma perda potencial não esteja precificada”, afirmou a equipe da corretora.

 

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.