Ação do Banco Inter sai por R$ 18,50, perto do piso

LinkedIn

O Banco Inter (BOV:BIDI4, antigo Intermédium, encerrou hoje sua oferta inicial de ações, que foram vendidas por R$ 18,50. A venda movimentou R$ 541 milhões em ações novas (oferta primária) e R$ 180 milhões em ações dos sócios, que já estavam no mercado (oferta secundária), totalizando R$ 721 milhões. A empresa deve estrear no mercado no dia 30, segunda-feira.

O preço ficou pouco acima do piso da faixa fixada na oferta, de R$ 18 a R$ 23,00, com preço indicativo de R$ 20,50, o que mostra que a procura ficou abaixo do esperado.

O banco foi fundado em 1994, como Banco Intermedium, e faz parte do grupo da construtora MRV Engenharia, da família Menin, servindo como braço de financiamento das operações. O grupo tem também a MRV Logística, de galpões e shoppings, hoje uma empresa de capital fechado, mas que tentou entrar na bolsa algum tempo atrás, sem sucesso.

A oferta divide os analistas. A recém-criada empresa de consultoria Levante recomenda não entrar na oferta, por considerar o preço muito alto para um banco que não é totalmente digital, apesar do esforço.

Essa também é a opinião da consultoria Eleven Financial. Segundo relatório enviado aos clientes, considerando o retorno dos ativos e o custo de capital do banco, o valor das ações deveria ser substancialmente abaixo do ponto médio da faixa de preço por ação pretendido pelo banco. No valor médio sugerido pelos controladores, o banco estaria sendo vendido por um preço equivalente a 20 vezes o lucro estimado para 2019.

Um preço pouco atrativo quando comparado ao BofI Holdings, banco digital americano de porte parecido com o Inter, diz o a Eleven. O Inter deve manter uma baixa eficiência ainda por dois anos, em meio ao processo de investimento em pessoas e infraestrutura, para se aproximar então dos padrões do BofI. Para a consultoria, não faz sentido pagar um preço maior que o do banco americano, que já opera com um retorno de 20% sobre o capital e já tem uma plataforma digital desenvolvida.

Já a Empiricus, em relatório aos clientes, recomenda a compra das ações do Banco Inter pelo preço médio do intervalo sugerido. A consultoria lembra que as fintechs são uma realidade hoje e estão revolucionando a indústria financeira no mundo todo. “No Brasil, não está sendo diferente”. Para a Empiricus, “o grande diferencial do Banco Inter é aliar a experiência de mais de 20 anos na indústria bancária com uma plataforma moderna, ágil e 100% digital”. E acrescenta: “um banco múltiplo com espírito de fintech. Expertise e disrupção no mesmo ativo”. “Assim, com base nos bons indicadores operacionais e financeiros da companhia, e no seu grande potencial de crescimento, sugerimos a compra de BIDI11 até a metade do intervalo de preço (i.e. até R$ 20,50)”.

Deixe um comentário