Bom dia, Investidor! 02 de abril de 2018

LinkedIn

Esse é o Bom Dia, Investidor, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Para saber o que aconteceu ontem após o fechamento do mercado, confira o nosso Boa noite, Investidor!

Pré Market

Abril começa e o mês do chocolate será crucial para verificar se o apetite por ativos de risco voltará aos mercados financeiros no curto prazo. Não se deve levar em conta apenas o desempenho de hoje, ainda mais diante do sinal indefinido no exterior, com os investidores iniciando o segundo trimestre na defensiva, em meio ao embate comercial entre Estados Unidos e China, que mantém uma dose extra de volatilidade e afeta os negócios mundo afora.

Os índices futuros de bolsas de Nova York têm leves baixas nesta manhã, após uma alta ensaiada na sessão asiática ter se dispersado, em meio ao fraco volume de negócios, com muitas praças ainda fechadas por causa do feriado de Páscoa, principalmente na Europa. O dólar mede forças em relação às moedas rivais, enquanto o rendimento dos títulos do Tesouro norte-americano aumentam e o petróleo avança.

No Brasil, é difícil dizer se haverá algum rali relevante nas próximas semanas ou se está no radar uma deterioração adicional dos negócios, principalmente levando-se em conta a temperatura política. Esta semana será de definições em relação aos possíveis candidatos na corrida presidencial, deixando dúvidas sobre o próximo movimento dos ativos.

Com isso, a cautela tende a prevalecer, ao menos até o julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) do habeas corpus impetrado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, marcado para quarta-feira. O placar na Corte tende a ser apertado e a possibilidade de deixar o líder petista livre da prisão ainda não pode ser totalmente descartada.

Há também a chance de o STF prorrogar a decisão, mantendo a incerteza quanto à presença de Lula na disputa em outubro, o que pode azedar o humor dos mercados domésticos, que preferem se afastar de candidatos populistas. Isso sem falar na pluralidade de concorrentes para o pleito, com muitas opções de centro e à direita diluindo a chance de vitória firme.

Mesmo os nomes que devem surgir, como o do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles – talvez na chapa de reeleição do presidente Michel Temer – estão longe de um favoritismo amplo. Aliás, o mercado doméstico ficou devendo uma reação à prisão de pessoas próximas a Temer na quinta-feira passada, no âmbito da Operação Skala.

Leia: Pré-Market: Abril doce ou amargo 

Destaques Corporativos

Ferbasa (FESA3): A Ferbasa anunciou que a partir desta segunda-feira (02), irá reajustar o preço do ferro cromo em 20,3%.

Porto Seguro (PSSA3): A Porto Seguro informou que na sexta-feira (29), Roberto Santos, deixou a posição de vice-presidente executivo da empresa.

Cemig (CMIG4): A Standard & Poor’s, agência de classificação de risco, afirmou em ‘B’ o rating da Cemig e de suas subsidiárias. A perspectiva passou de estável para positiva.

Vale (VALE3): Em reunião realizada na sexta-feira (29), a Vale informou ao mercado a nova política de remuneração aos acionistas. Segundo a empresa, a remuneração será composta por duas parcelas semestrais, sendo a primeira em setembro do ano corrente e a segunda em março do ano subsequente. As novas regras entram em vigor a partir da publicação dos resultados do primeiro semestre de 2018.

BTG Pactual (BPAC11): Após cinco anos fora do mercado, o BTG Pactual está planejando fazer captações de recursos para investir na compra de participações de empresas. O objetivo do banco é levantar US$ 2 bilhões.

Hypera Pharma (HYPE3): A Hypera Pharma informou ao mercado que aprovou o pagamento de R$ 134 milhões sob a forma de juros sobre capital próprio. O pagamento está previsto para ocorrer até o dia 11 de janeiro de 2019.

Recomendações de Ativos

(ODPV3): A corretora Magliano optou por retirar o papel da Odontoprev da sua carteira mensal.

(JBSS3): O BTG Pactual manteve a recomendação neutra para o ativo, com preço-alvo de R$ 10.

BTG Pactual: O banco selecionou o ativo da CVCB3, SULA11, MYPK3, BEEF3SHOW3 para sua carteira Top 5 Small Caps de abril.

Notícias

China: A China vai impor tarifas comercias sobre 128 produtos americanos. A medida é uma resposta às tarifas impostas pelos Estados Unidos sobre as importações de aço e alumínio chineses. Entre os produtos, estão: frutas, vinhos e produtos suínos.

Minério de ferro: Os contratos futuros do minério de ferro, negociados na bolsa de Dalian, na China, encerraram a jornada desta segunda com avanço de 2,05%, a 441 iuanes por tonelada.

Boletim Focus: Os analistas do mercado financeiro rebaixaram as previsões para a inflação durante o ano de 2018. Segundo o relatório, a previsão recuou de 3,57% para 3,54%. Foi a nona queda seguida do indicador.

Agenda Econômica

BRASIL
* A Fundação Getulio Vargas (FGV) divulga às 8h os dados do Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) referentes a março.

* O Banco Central (BC) divulga às 8h30 o Relatório Focus com as previsões do mercado para a economia.

* A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulga, às 14h30, os indicadores da indústria, com dados sobre o faturamento e o emprego no setor, referentes a fevereiro.

* A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) divulgam, às 15h, resultado do Indicador de Nível de Atividade (INA) de fevereiro e o “Sensor” com as perspectivas econômicas dos empresários em março.

* O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) divulga às 15h os dados da balança comercial de março.

ESTADOS UNIDOS

* A leitura revisada do índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade do setor industrial de março será publicada às 10h45 pelo IHS Markit. A versão preliminar mostrou alta a 55,7 pontos, de 55,3 pontos em fevereiro.

* O índice de atividade industrial de março será publicado às 11h pelo ISM. Em fevereiro, o índice subiu para 60,8 pontos, de 59,1 pontos em janeiro.

* Os gastos com construção de fevereiro serão publicados às 11h pelo Departamento do Comércio. Em janeiro, os gastos ficaram estáveis ante dezembro.

EUROPA E ÁSIA
* As bolsas de Hong Kong, Londres, Frankfurt, Paris, Madri, Milão, Lisboa e Zurique permanecem fechadas em função do feriado de Páscoa.

* Japão: a evolução da base monetária nos 12 meses até março será publicada às 20h50 pelo Banco do Japão. No ano encerrado em fevereiro, a base monetária cresceu 9,4%.

 

Deixe um comentário