Bom dia, Investidor! 16 de abril de 2018

LinkedIn

Esse é o Bom Dia, Investidor, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Para saber o que aconteceu ontem após o fechamento do mercado, confira o nosso Boa noite, Investidor!

Pré Market

Os sinais mistos da economia chinesa ao final do primeiro trimestre deste ano pesaram nas bolsas asiáticas, após o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do país ter ficado em linha com o esperado (+6,8%), o varejo ter crescido acima do previsto (+10,1%) em março, mas a produção industrial ter vindo abaixo do estimado (+6,0%) no mês passado. O investimento em ativos fixos nas áreas não rurais da China também avançou menos que a previsão (+7,5%) nos três primeiros meses de 2018.

Ainda assim, prevalece o sentimento de pouso suave da segunda maior economia do mundo, o que deixa as commodities metálicas na linha d’água, enquanto o petróleo ensaia ganhos, e mantém o sinal positivo no Ocidente. Porém, se a China reduzir o ritmo de expansão para cerca de 6,5% ao ano, será o crescimento mais lento desde 1990, reduzindo o papel de locomotiva global. Nos três primeiros meses de 2017, o PIB chinês cresceu 6,9%, enquanto nos últimos três meses do ano passado, a alta foi exatamente de 6,8%.

Os números do mês passado dão sinais de que uma desaceleração econômica está em curso, com as indústrias antigas de mineração e têxtil perdendo tração, enquanto setores da nova economia, como e-commerce e saúde, despontam, mas sem forças para ofuscar a velha indústria. Em março, a produção industrial chinesa cresceu 0,33% ante fevereiro, de +0,57% no período anterior.

Já as vendas no varejo chinês mantiveram o ritmo e aumentaram 0,73% em base mensal, de +0,76% antes. Aliás, o comércio varejista foi um dos principais impulsionadores do PIB da China no início de 2018, com alta de 35,4% no período em relação ao primeiro trimestre de 2017, sendo que o consumo contribuiu com 77,8% para a expansão. Em seguida, aparece o investimento em educação, que saltou 26,9%.

Leia: Sinais mistos confundem mercado

Destaques Corporativos

Kroton (KROT3): A Kroton está negociando a compra da Santillana Brasil, dona da editora de livros Moderna. Segundo fontes, a intenção com a compra é que a Santillana faça parte da holding Saber.

Eletropaulo (ELPL3): A Eletropaulo fechou acordo com a espanhola Neoenergia, controlada pelo grupo Iberdrola. De acordo com fontes, a empresa está disposta a pagar R$ 22 por ação e a oferta pode alcançar R$ 1,5 bilhão.

CESP (CESP6): Segundo o jornal Valor, o edital de privatização da Cesp, com novo preço por ação, deve sair durante o mês de maio. No momento, o governo está realizando os últimos ajustes no modelo de privatização.

Atacadão (CRFB3): A agência de classificação de risco Standard and Poor’s atribuiu ao Atacadão, empresa controladora das atividades do Carrefour no Brasil, o rating de crédito na escala nacional de ‘brAAA’, com perspectiva estável.

Biosev (BSEV3): Na noite desta segunda-feira (16), a Biosev informou que Paulo Prignolato, que ocupava a diretoria financeira e relações com investidores da companhia, renunciou ao cargo.

Eneva (ENEV3): A Eneva concluiu a aquisição da Pecém II Participações. O valor total da transição foi de R$ 50 milhões, concluído no dia 13 de abril.

Linx (LINX3): A Linx, empresa líder em tecnologias, anunciou o pagamento de R$ 23 milhões sob a forma de dividendos. O valor corresponde a R$ 0,14 por ação em circulação e será pago aos acionistas a partir do doa 30 de abril.

Goldman Sachs: O banco Goldman Sachs registrou lucro por ação de R$ 6,95 durante o primeiro trimestre de 2018.

Recomendações de Ativos

(POMO4): A equipe do HSBC rebaixou a recomendação do papel da Marcopolo para “reduce”, com preço-alvo de R$ 3,1.

(MYPK3): O HSBC elevou o preço-alvo do ativo para R$ 32.

(CCRO3): Segundo relatório, a equipe do HSBC revisou para baixo o preço-alvo da CCR, passando de R$ 16,2 para R$ 16,1.

(CSAN3): O banco HSBC elevou o preço-alvo do papel para R$ 54.

(SMLS3): O preço-alvo do ativo foi rebaixado para R$ 80 pela equipe do HSBC; A recomendação foi mantida.

Notícias

Infraero: A Infraero suspendeu a abertura da licitação de concessão de área para um terminal de carga no aeroporto Campo de Marte, em São Paulo. A licitação estava marcada para esta terça-feira (17).  De acordo com a Infraero, o adiamento foi necessário para que as empresas interessadas tenham mais tempo para avaliar o projeto e apresentar suas propostas. A área a ser licitada possui 4,4 mil metros quadrados.

Minério de Ferro: Os contatos futuros do minério de ferro, negociados na bolsa de Dalian, na China, encerraram a jornada desta terça-feira com queda de 1,57%, a 439 iuanes por tonelada.

Amazon: A Amazon.com está negociando com a Azul (AZUL4) a entrega de mercadorias no Brasil. Segundo fontes, a parceria com a Azul é o sinal mais forte de que a Amazon está alinhando suas operações no país.

Agenda Econômica

BRASIL
* A Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) divulga pela manhã o Indice de Preços ao Consumidor do município de São Paulo (IPC-SP) referente à segunda quadrissemana de abril.

* A Fundação Getulio Vargas (FGV) divulga às 8h os dados regionais da segunda leitura do Indice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) referentes a abril.

* A FGV divulga às 11h os dados do Indicador Antecedente Composto da Economia (IACE) de março e do Indicador Coincidente Composto da Economia (ICCE) referentes a abril.

* O Tesouro promove a partir das 11h leilão de venda de títulos NTN-B com vencimento em 15 de maio de 2023, 15 de agosto de 2028, 15 de maio de 2035 e 15 de maio de 2055.

ESTADOS UNIDOS

* Os dados sobre a construção de moradias de março serão publicados às 9h30 pelo Departamento do Comércio. Em fevereiro, as construções caíram 7% ante janeiro. O mercado espera alta de 1,6% em março.

* Os dados sobre a produção industrial em março serão publicados às 10h15 pelo Federal Reserve. Em fevereiro, a produção subiu 1,1% ante janeiro. Analistas esperam alta de 0,4% em março.

EUROPA E ÁSIA
* Reino Unido: a taxa de desemprego do trimestre até fevereiro será publicada às 5h30 pelo departamento de estatísticas. No trimestre até janeiro, a taxa foi de 4,3%.

* Eurozona: o índice ZEW de sentimento econômico de abril será publicado às 6h pelo Zentrum für Europaische Wirtschaftsforschung (Zew). Em março, o índice caiu para 13,4 pontos.

* Alemanha: o índice ZEW de sentimento econômico de abril será publicado às 6h pelo Zentrum für Europaische Wirtschaftsforschung (Zew). Em março, o índice caiu a 5,1 pontos.

* Japão: a balança comercial de março será publicada às 20h50 pelo Ministério de Finanças. Em fevereiro houve superávit de 3,405 bilhões de ienes.

 

Deixe um comentário