Bom dia, Investidor! 26 de abril de 2018

LinkedIn

Esse é o Bom Dia, Investidor, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Para saber o que aconteceu ontem após o fechamento do mercado, confira o nosso Boa noite, Investidor!

Pré Market

O mercado financeiro faz uma pausa nesta quinta-feira, com os investidores buscando um ponto de equilíbrio nos preços dos ativos, após a escalada no juro projetado do título norte-americano de 10 anos (T-note) para além de 3% engatar uma rodada de aversão ao risco. Mas isso não significa que o vaivém nos preços dos ativos acabou.

Ao contrário. A pressão nos bônus dos Estados Unidos (Treasuries) continua, assim como no dólar, com os negócios oscilando entre altas e baixas nesta manhã, sem um rumo definido. Da mesma forma, a volatilidade nas bolsas segue elevada, com a temporada de balanços tentando estabilizar as ações, mas alguns resultados decepcionantes não ajudam.

As principais praças na Europa ensaiam ganhos, apesar da queda de quase 80% no lucro do Deutsche Bank e do sinal negativo exibido timidamente pelos índices futuros em Wall Street, após uma sessão sem direção única na Ásia. Nas commodities, o petróleo sustenta-se em alta, após o presidente Donald Trump sinalizar que deve retirar o acordo nuclear com o Irã, lançando uma nuvem sobre a geopolítica no Oriente Médio.

As atenções lá fora também se voltam para a estratégia dos bancos centrais em relação aos estímulos monetários e para o ritmo da economia norte-americana. Um dia antes da divulgação da primeira prévia do Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA nos três primeiros meses de 2018, o destaque fica com a decisão de política monetária do Banco Central Europeu (BCE), às 8h45, o que mantém o euro em alta.

Leia: Pré-Market: Em pausa

Destaques Corporativos 

Eletropaulo (BOV:ELPL3): A Eletropaulo informou ao mercado que a oferta da Enel pela empresa aumentou para R$ 32 por ação. Segundo fontes, a oferta terá validade apenas se a Eletropaulo cancelar o plano de oferta primária de ações.

Vale (BOV:VALE3): Nesta quarta-feira (25), após o fechamento do mercado, a Vale divulgou os seus resultados referentes ao primeiro trimestre de 2018. Segundo a empresa, o seu lucro líquido veio abaixo do esperado, fechando o trimestre em US$ 1,609 bilhão. A receita líquida da empresa foi de US$ 8,603 bilhões e o Ebitda ajustado foi de US$ 3,975 bilhões.

Odontoprev (BOV:ODPV3): A Odontoprev encerrou o primeiro trimestre de 2018 com lucro líquido de R$ 81 bilhões, crescimento de 18,5% quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

Sanepar (BOV:SAPR11): O Conselho de Administração da Sanepar elegeu Ricardo José Soavinski como o novo diretor-presidente e Sérgio Ricardo Veroneze como diretor administrativo da empresa.

Multiplan (BOV:MULT3): A Multiplan, operadora de shopping-centers, encerrou o primeiro trimestre de 2018 com lucro líquido de R$ 98,1 milhões, registrando avanço de 80,6% em relação ao mesmo período de 2017. Segundo a empresa, o forte crescimento foi guiado, entre outros fatores, por uma queda de 50,2% na combinação das despesas de sede e re remuneração baseada em ações.

Eletropaulo (BOV:ELPL3): O Conselho de Administração da Eletropaulo cancelou a oferta primária de ações. O motivo, segundo fontes, foi a nova proposta feita pela Enel, que tinha como condição, à suspensão da oferta. A Eletropaulo afirma que com o cancelamento, a empresa poderá avaliar a melhor proposta entre as três vigentes.

Vale (BOV:VALE3): Segundo o jornal Valor Econômico, com base nos resultados apresentados, a Vale poderá pagar US$ 4 bilhões de dividendos durante o ano de 2018.

Bradesco (BOV:BBDC4): O Bradesco anunciou nesta quinta-feira (26), que encerrou o primeiro trimestre de 2018 com lucro líquido recorrente de R$ 5,1 bilhões, alta de 9,8% quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

Klabin (BOV:KLBN11): A Klabin encerrou o primeiro trimestre de 2018 com lucro líquido de R$ 125 milhões, queda de 79% em relação ao mesmo período de 2017.  O Ebitda ajustado foi de R$ 740 milhões, alta de 41%.

Biotoscana (BOV:GBIO33): A Biotoscana Investiments, um dos maiores grupos biofarmacêuticos da América Latina, anunciou um programa de recompra de BDRs lastreados em ações da companhia. Segundo a empresa, a quantidade máxima de BDRs a serem adquiridas é de até 1.522.218.

Recomendações de Ativos 

(BOV:VIVT4): A Barclays revisou para baixo o preço-alvo do ADR da Telefônica Brasil, passando de US$ 18 para US$ 17.

(BOV:HYPE3): A equipe do Credit Suisse rebaixou a recomendação do papel para neutra, com preço alvo de R$ 38.

Notícias

Os contratos futuros do minério de ferro, negociados na bolsa de Dalian, na China, encerraram a jornada desta quinta com queda de 1,17% a 465,50 iuanes por tonelada.

Agenda Econômica

BRASIL
* A Fundação Getulio Vargas (FGV) divulga às 8h os dados da Sondagem de Serviços e da confiança do setor referentes a abril.

* A FGV divulga às 8h os dados da versão revisada da Sondagem da Indústria e da confiança do setor referentes a abril.

* O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga às 9h os dados sobre o índice de preços ao produtor referentes a março.

* A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulga às 10h os dados da sondagem da construção e da atividade do setor referentes a março.

* O Banco Central (BC) divulga às 10h30 a nota de política monetária, com os dados sobre as operações de crédito e a inadimplência referentes a março.

* O Tesouro promove a partir das 11h leilão de venda de títulos LFT com vencimento em 1 de março de 2024.

* O Tesouro promove a partir das 11h leilão de venda de títulos LTN com vencimento em 1 de outubro de 2018, 1 de abril de 2020 e 1 de janeiro de 2022.

* O Tesouro promove a partir das 11h leilão de venda de títulos NTN-F com vencimento em 1 de janeiro de 2025 e 1 de janeiro de 2029.

* O Conselho Monetário Nacional fará reunião.

ESTADOS UNIDOS
* Os pedidos de seguro-desemprego da semana encerrada no último sábado serão publicados às 9h30 pelo Departamento do Trabalho. Na semana anterior, os pedidos caíram em mil, para 232 mil. Analistas esperam queda para 228 mil pedidos.

* Os pedidos de bens duráveis de março serão publicados às 9h30 pelo Departamento do Comércio. Em fevereiro, os pedidos subiram 3,1% ante janeiro. O mercado prevê alta de 1,8% em março.

EUROPA E ÁSIA
* Alemanha: o índice de confiança do consumidor de maio será publicado às 3h pelo instituto GFK. Em abril, o índice subiu para 10,9 pontos, depois de marcar 10,8 pontos em março.

* Eurozona: a decisão de política monetária do Banco Central Europeu (BCE) será publicada às 8h45.

* Eurozona: o presidente do BCE, Mario Draghi, concede entrevista coletiva às 9h30 para detalhar a decisão de política monetária.

* Japão: a taxa de desemprego de março será publicada às 20h30 pelo Ministério de Assuntos Internos e Comunicações. Em fevereiro, a taxa foi de 2,5%.

* Japão: a leitura preliminar da produção industrial de março será publicada às 20h50 pelo Ministério da Economia, Comércio e Indústria. Em fevereiro, a produção subiu 1,4% em base anual.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.