Bom dia, Investidor! 27 de abril de 2018

LinkedIn

Esse é o Bom Dia, Investidor, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Para saber o que aconteceu ontem após o fechamento do mercado, confira o nosso Boa noite, Investidor!

Pré-Market

De hoje até a sexta-feira da semana que vem os indicadores e eventos econômicos previstos nos Estados Unidos servirão para reforçar (ou dirimir) a percepção de que os juros norte-americanos podem subir mais que o previsto inicialmente, colocando à prova o humor dos mercados globais, após a aparente estabilização nos preços dos ativos, observada ontem. A depender dos acontecimentos, pode haver uma nova carga de estresse nos negócios, sob o risco de um Federal Reserve mais agressivo.

Hoje, as atenções se voltam para a primeira estimativa do Produto Interno Bruto (PIB) norte-americano, às 9h30, o que eleva a cautela entre os investidores nesta manhã. A previsão é de expansão de 2,0% nos três primeiros meses deste ano, desacelerando-se em relação à taxa de 2,9% no último trimestre do ano passado, ambos em termos anualizados.

No mesmo horário, também sairá o índice de custo de empregos, que pode dar pistas sobre a pressão da inflação nos salários, além do índice de preços de gastos com consumo (PCE), medida de inflação preferida do Fed. Juntamente com os números, tem ainda o deflator do  PIB, usado para inferir o nível médio de preços na economia.

De um modo geral, a expectativa é de inflação mais alta nos EUA no horizonte à frente, fruto de uma economia mais forte, com a atividade seguindo robusta, em meio às políticas expansionistas do governo Trump. Tal cenário mantém o receio de um ritmo mais intenso no processo de alta dos juros norte-americanos, o que tem sustentado os títulos do país (Treasuries) em patamares não visto há alguns anos.

Nos últimos dias, cresceu o temor de que o Fed possa alterar o plano de voo no processo de normalização monetária e promover quatro apertos na taxa dos Fed Funds (FFR) até dezembro, ante uma estimativa original de apenas três altas. E juros mais altos nos EUA têm potencial para atrair recursos aplicados em ativos de maior risco, principalmente em países emergentes, diante do maior retorno pago por um papel menos arriscado.

Leia: Pré-Market: A prova dos 9

Destaques Corporativos

Eletropaulo (BOV:ELPL3): O mercado financeiro está achando estranho o fato da Previ e do Banco do Brasil apoiarem a Neoenergia na disputa pelo controle da Eletropaulo. O principal questionamento, segundo a revista Veja, é porque a operação atual é 40% mais cada do que o IPO que a empresa iria realizar no final do ano passado e foi obrigada a cancelar.

BRF (BOV:BRFS3): A BRF informou que Pedro Parente, presidente da Petrobras, foi eleito para o cargo de presidente do Conselho de Administração da BRF. Parente continua na presidência da Petrobras, mas deve deixar a presidência do Conselho de Administração da B3.

Embraer (BOV:EMBR3): A Embraer informou que obteve prejuízo líquido de R$ 40,1 milhões no primeiro trimestre de 2018. No mesmo período do ano anterior, a empresa registrou lucro de R$ 168,5 milhões.

Saraiva (BOV:SLED4): A Saraiva comunicou ao mercado que o seu Conselho de Administração aprovou a distribuição de R$ 5 milhões sob a forma de dividendos obrigatórios retidos do exercício social de 2015. O valor corresponderá a R$ 0,21 por ação e será pago no dia 18 de dezembro de 2018.

Localiza (BOV:RENT3): No primeiro trimestre de 2018, a Localiza registrou lucro líquido de R$ 176 milhões, representando aumento de 46,3% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Petrobras (BOV:PETR4): Em comunicado enviado ao mercado, a Petrobras  anunciou um processo para vender 60% da sua participação em ativos de refino e logística no Nordeste e no Sul do país, segundo comunicado da companhia ao mercado.

Grendene (BOV:GRND3): Após o fechamento do mercado nesta quinta (26), a Grendene divulgou os seus resultados do 1T18. Segundo a empresa, o lucro líquido obtido no período foi de R$ 156,1 milhões, 9,2% menor do que o do 1T17, quando o lucro ficou em R$ 171,8 milhões.

Eternit (BOV:ETER3): Nesta sexta-feira (27), a Eternit divulgou os seus resultados operacionais referentes ao último trimestre de 2017. No período, a Eternit obteve prejuízo recorrente de R$ 66 milhões.

Recomendações de Ativos

(BOV:SUZB3): O Credit Suisse elevou o preço-alvo da ação para R$ 46 e manteve a recomendação outperform. O aumento é o segundo desde o dia 19 de março.

(BOV:PETR4): O banco Macquarie elevou o preço-alvo da Petrobras para R$ 25,40.

Notícias

Desemprego: Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados nesta sexta-feira (27), o índice de desemprego no Brasil atingiu 13,1% no primeiro trimestre de 2018. Isso significa que 13,7 milhões de pessoas estão desempregadas no país.

Agenda Econômica

BRASIL
* A Fundação Getulio Vargas (FGV) divulga às 8h os dados do Indice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) referentes a abril. O Termômetro CMA aponta alta de 0,54% no mês e de 1,82% em 12 meses.

* O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga às 9h os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad contínua), que traz a taxa de desocupação referentes em três meses até março. O Termômetro CMA aponta alta a 12,9% no primeiro trimestre.

* A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) divulgam, às 11h, o resultado do Indicador de Nível de Atividade (INA) da indústria de março e o Sensor, com as perspectivas econômicas dos empresários em abril.

* O Tesouro divulga às 10h o relatório mensal da dívida pública referente a março.

Deixe um comentário