Bovespa apresenta alta em meio a indefinição eleitoral

LinkedIn

O Ibovespa apresentou alta nesta terça-feira (10), com o mercado acompanhando a cena externa, e em meio as incertezas na política local.

Histórico

O indicador teve alta de 1,44%, cotado a 84.510,36 pontos. Os papéis da Eletrobras (ELET3) subiram 3,6%, os da Eletrobrás (ELET6) cresceram 4,8%, e os da Gafisa (GFSA3) ampliaram 3,5%.

Após 7 pregões em abril, o índice desvalorizou 1,00%. Houve 2 fechamentos positivos contra 5 negativos. Em março, o indicador fechou com 85.365,56 pontos.

Já no comparativo com 2017, após 67 pregões, o Ibovespa subiu 10,61%. Já foram 37 fechamentos positivos contra 30 negativos. Ano passado, o índice fechou com 76.402,08 pontos.

Influências

A agência de classificação de risco Moody’s mudou hoje a perspectiva para as notas de crédito do governo brasileiro de negativa para estável. Simultaneamente, a Moody’s afirmou as notas de emissor senior do Brasil não garantidos em Ba2, e seus ratings de emissor sem garantia (P) Ba2.

Em discurso nesta terça, o presidente da China, Xi Jiping, prometeu abrir mais a economia do país e diminuir as tarifas de importação sobre produtos como carros. “A China vai entrar em uma nova fase de abertura”, disse o presidente.

Deixe um comentário