Semanário Bovespa: índice desvaloriza 0,57% em meio as incertezas na política brasileira

Google+ LinkedIn

O Ibovespa desvalorizou 0,57% nesta semana, em meio as tensões geopolíticas entre os Estados Unidos, e a cena política brasileira.O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi preso no último sábado (7), em São Bernardo do Campo, em São Paulo. O petista se entregou a Polícia Federal, após ter sua prisão decretada pelo juiz federal, Sérgio Moro, em Curitiba. No entanto, a defesa de Lula apresentou novos embargos aos embargos do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) questionando a prisão.

Esse é o último recurso do ex-presidente, de acordo com a assessoria do TRF-4. Caso o recurso seja rejeitado, Lula deverá entrar com recursos no Superior Justiça Tribunal Federal (STF). Ele cumpre a pena de 12 anos e 1 mês de prisão, em regime fechado, na Superintendência da Policia Federal em Curitiba, pelos os crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso triplex. A apreciação do embargo está marcado para a próxima quarta-feira (18).

A Fitch e a Moody’s, ambas agências de classificação de risco, afirmaram na quarta-feira (11) que as tarifas fixadas pelos EUA impactarão sobre a economia chinesa, e que o indicado é um acordo entre as potências.Além disso, a Moody’s espera que os EUA e a China evitem uma escalada entre suas disputas, por conta do impacto negativo que as restrições terão nas duas economias.

Ontem, o indicador teve queda de 1,30%, cotado a 84.334,41 pontos.

Após 10 pregões em abril, o índice desvalorizou 1,21%. Houve 3 fechamentos positivos contra 7 negativos. Em março, o indicador fechou com 85.365,56 pontos.

Já no comparativo com 2017, após 70 pregões, o Ibovespa subiu 10,38%. Já foram 39 fechamentos positivos contra 31 negativos. Ano passado, o índice fechou com 76.402,08 pontos.

Resumo da Semana

Na segunda-feira (09), o Ibovespa recuou 1,78%, cotado a 83.307,23  pontos. No dia seguinte, ele teve alta de 1,44%, cotado a 84.510,36 pontos.

No meio da semana, o indicador ampliou 0,87%, cotado a 85.245,59 pontos.  Na quinta-feira (12),  a bolsa paulista subiu 0,23%, cotado a 85.443,53 pontos.

 Ontem (13), o indicador teve queda de 1,30%, cotado a 84.334,41 pontos.

é repórter da ADVFN News e graduada em jornalismo pela Universidade Paulista. Tem interesse em economia, política e sociedade. e-mail: vandas@advfn.com.br

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.