UBS recomenda compra de Petrobras e vê crédito de US$ 12 bi com cessão onerosa

LinkedIn

Investing.com O banco suíço UBS anunciou nesta quinta-feira o início da cobertura das ADRs Petrobras (BOV:PETR4) negociadas na bolsa de Nova York. Em análise enviada a clientes, a instituição vê a cessão onerosa como a cereja do bolo para a estatal brasileira.

Diante disso, o preço-alvo das ações na NYSE foram revistos para US$ 16,1 para os ON (NYSE:PBR) e US$ 16,2 para os PN (NYSE:PBRa).

Na visão da UBS, a Petrobras é credora da cessão onerosa, tendo débito a receber de US$ 12 bilhões de barris. No início do ano, o governo brasileiro já sinalizava no sentido de pagar a Petrobras pela revisão dos contratos de cessão onerosa.

Na ocasião, o presidente da Petrobras, Pedro Parente, afirmou que a primeira semana de julho é a data limite para a realização de um leilão do excedente do petróleo da área do pré-sal que foi repassada à estatal em 2010 sob regime de cessão onerosa.

Na semana passada, analistas da UBS alertaram que saída do ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, que deixará o cargo em abril para disputar eleições, pode atrasar o andamento de um acordo entre a Petrobras e o governo federal em torno cessão onerosa.

Pelo contrato da cessão onerosa, assinado em 2010, a Petrobras ganhou o direito de explorar áreas do pré-sal sem licitação em troca de um pagamento bilionário ao governo. Mas o acordo já previa uma renegociação dos valores envolvidos depois da declaração de comercialidade das áreas, que já aconteceu.

Comentários

  1. Sebastião José Pereira diz:

    Parabéns são dicas e análise de grande valia para investidores!

Deixe um comentário