Amazonia (BAZA3) tem prejuízo de R$ -56.99 milhões no 1º trimestre de 2018

LinkedIn

A companhia Banco da Amazônia anunciou um prejuízo líquido de R$ 56.99 milhões no 1º trimestre de 2018, valor -2,57% inferior ao prejuízo líquido de R$ 55.56 milhões apurado no mesmo período do ano anterior. Na comparação com o 4º trimestre de 2017 (lucro líquido de R$ 58.17 milhões), houve uma forte piora no desempenho da empresa.

Já a receita líquida da companhia diminuiu 26,47% de um ano para o outro, passando de R$ 394.93 milhões para R$ 290.4 milhões. Em relação ao último trimestre (R$ 333.54 milhões), a receita diminuiu 12,93%.

Os ativos totais do Banco da Amazônia totalizaram R$ 17.89 bilhões no 1º trimestre de 2018, soma 19,75% maior que o saldo de R$ 14.94 bilhões registrado no encerramento do mesmo período do ano anterior.

O patrimônio líquido da companhia, por sua vez, apresentou retração de 4,67%, ao comparar todos os valores contábeis que os seus sócios possuíam no fechamento do 1º trimestre de 2018 (R$ 1.8 bilhão) com a mesma data em 2017 (R$ 1.89 bilhão).

A dívida líquida ficou em R$ 2.78 bilhões no encerramento do 1º trimestre de 2018, elevação de 85,13% ante os R$ 1.5 bilhão registrados no ano anterior.

Todos estes dados referem-se à individualização do resultado financeiro da companhia Banco da Amazônia (BOV:BAZA3), sem considerar o resultado financeiro de suas companhias subsidiárias (empresas controladas, de maneira direta ou indireta, pela companhia) relacionadas ao 1º trimestre de 2018.

Resultado do Banco da Amazônia nos Últimos 12 Meses

A companhia Banco da Amazônia acumulou um lucro líquido de R$ 63.08 milhões nos últimos doze meses, período entre o 2º trimestre de 2017 e o 1º trimestre de 2018. Esse valor é2,21% inferior ao lucro líquido apurado na soma dos quatro trimestres do ano anterior (R$ 64.51 milhões). Já a receita líquida da companhia diminuiu 7,36% entre o acumulado do último ano (R$ 1.42 bilhões) e o acumulado dos últimos doze meses (R$ 1.32 bilhões).

Acesse o balanço financeiro completo desta companhia, clicando aqui. Não deixe de conferir também seus indicadores fundamentalistas, clicando aqui.

Conheça o Banco da Amazônia

O Banco da Amazônia é um banco comercial de economia mista, organizado sob a forma de sociedade anônima de capital aberto onde o Governo Federal Brasileiro detém a maioria das ações. Fundado durante a II Guerra Mundial por Getúlio Vargas sob o nome de Banco de Crédito da Borracha, sua criação é resultado da estratégia de guerra dos aliados e contava com a participação acionária dos Estados Unidos e Brasil. Inicialmente, seu objetivo era reativar a atividade seringueira, matéria-prima da borracha, em declínio desde a I Guerra Mundial na Amazônia, já que era a única região – livre do conflito – que detinha condições de produzir látex nas proporções desejadas.

Em 1966 o governo militar muda seu nome para Banco da Amazônia S/A ou simplesmente BASA. É a principal instituição financeira federal de fomento com a missão de promover o desenvolvimento da região amazônica. Possui papel relevante tanto no apoio à pesquisa quanto no crédito de fomento, respondendo por mais de 60% do crédito de longo prazo da região. Com 120 Agências distribuidas em 09 Estados diferentes, incluindo, Brasília e São Paulo, o Banco da Amazônia é focado na região Região Norte do Brasil e sua presença é vital e estratégica para o desenvolvimento econômico dos empreendimentos rurais e urbanos da região, especialmente, pelo fato da região representar 59% do território brasileiro. Especialista em fomento, 38% da sua Receita Bruta (2011) provém de Del Crede da administração de Fundos Constitucionais como: FDA (Fundo de Desenvolvimento da Amazônia), FAT (Fundo de Amparao do Trabalhador), FMM (Fundo da Marinha Mercante) e FNO Fundo Constitucional de Financiamento do Norte. Sobre este último, detém a exclusividade de administração e operação. Além destes fundos, o Banco opera com linhas do OGU (Orçamento Geral da União), RO (Recursos Obrigatórios) e com as linhas do BNDES, principalmente, nas regiões fora da Amazônia Legal. Sua sede está situada na Avenida Presidente Vargas, em Belém do Pará.

Usuários ADVFN acompanham, gratuitamente e em tempo real, a cotação de todas as ações negociadas na BM&FBOVESPA através das ferramentas Monitor, Cotação e Gráfico.

Deixe um comentário