CPLE6: Consumo fraco e provisões afetam resultado

LinkedIn

Alem do operacional ainda fraco, os números da Copel (BOV:CPLE6) foram afetados por alguns eventos incomuns neste início de ano.

Em relatório enviado ao mercado, a equipe de analise da Coinvalores destaca que um dos pontos que influenciou o resultado da empresa, foi o consumo de energia no mercado cativo da distribuidora, que reportou recuo de 6,1% quando comparado ao mesmo período do ano anterior. O recuo, segundo a Coinvalores, foi puxado principalmente pela fraca demanda e pela migração de clientes ao mercado livre.

Na área de geração, o volume de energia alocado neste trimestre também foi menor, levando a empresa ao fraco crescimento da receita líquida, mesmo diante dos preços mais elevados no período. A redução nos custos com compra de energia no 1T18, os impactos pontuais, a rubrica de pessoal e a alta nos encargos do uso da rede elétrica impactaram diretamente no EBITDA da Copel. Por fim, a corretora destaca negativamente a deterioração do resultado financeiro da companhia, com a alavancagem financeira medida pela relação dívida líquida / EBIDA atingindo 3,3x agora.

A Coinvalores acredita que os esforços da companhia para aumentar a eficiência operacional e a entrada em operação de diversos projetos na área de geração e transmissão, devem render bons frutos a partir do segundo trimestre de 2018.

Dessa forma, a equipe de analise segue recomendando a compra dos ativos, principalmente para investidores que visam retorno de longo prazo e tenham maior apreço pelo risco. O preço-alvo sugerido pela Coinvalores é de R$ 32,00.

CapturadeTela2018-05-18às10.52.16

Deixe um comentário