Dóllar Week: moeda valoriza 2,18% de olho na cenário internacional

LinkedIn

O dólar valorizou 2,18% nesta semana, com o mercado atento ao cenário internacional .Na terça-feira (08), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou a saída do país do acordo nuclear com o Irã. O governo americano ressaltou que retomaria as sanções contra o país, “com o mais alto nível da sanções econômicas”. O encontro entre Trump e o ditador norte-coreano, Kim Jong-un, está marcado para o dia 12 de junho em Cingapura, informou o americano hoje. Esse será o  primeiro encontro entre um presidente americano e um líder da Coreia do Norte.

Representantes do Brasil e de mais 40 países países pediram à Organização Mundial do Comércio (OMC) nesta semana, para que evite uma possível guerra comercial mundial liderada pelos Estados Unidos e China.

Ontem (11), a moeda teve alta de 1,52%, cotada a R$ 3,5999 para compra e R$ 3,6008 para venda.

Após 8 pregões em maio, a moeda valorizou 2,78%. Houve 3 fechamentos negativos contra 5 positivos. Em abril, a divisa americana fechou cotada a R$ 3,5029 para compra e R$ 3,5035 para venda.

Em 2018, após 89 pregões, o dólar apresenta uma valorização de 8,64%. Já se foram 49 pregões em alta, contra 40 em baixa. Em 2016, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,3133 para compra e a R$ 3,3144 para venda.

Resumo da semana

Na segunda-feira (07/05), o dólar teve alta de 0,82%, cotado a R$3,5521 para compra e R$3,5528 para venda. No dia seguinte, ele teve alta de 0,45%,cotada a R$ 3,5682 para compra e R$ 3,5689 para venda.

No meio da semana, a moeda aumentou de 0,74%, cotada a R$ 3,5940 para compra e R$ 3,5954 para venda. Na quinta-feira (10/05),  a moeda reduziu 1,35%, cotada a R$ 3,5461 para compra e R$ 3,5467 para venda.

Ontem (11), a moeda teve alta de 1,52%, cotada a R$ 3,5999 para compra e R$ 3,6008 para venda.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.